Versão deve manter visual do hatch antes de reestilização e será feito em Taubaté (SP)

A Volkswagen termina seu ciclo de investimentos iniciado em 2017 enquanto faz uma reestruturação de sua operação no Brasil, para enfim voltar a lucrar no país. Um dos itens deste plano está o Volkswagen Polo Track, modelo que foi revelado pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e que acabou confirmado por Alexander Seitz, diretor financeiro global da empresa, que revela ser um carro de entrada.

Seitz falou sobre a operação brasileira durante uma apresentação para investidores feita ontem, comentando sobre o programa de reestruturação para aumentar a quantidade de peças locais e reduzir os turnos de produção. O executivo, em certo momento, ainda disse que haverá “um novo modelo de entrada para a região, o Polo Track”, confirmando a informação do sindicato e resolvendo o mistério sobre o posicionamento do carro.

Volkswagen Polo Track - Projeção

O Polo Track será produzido em Taubaté, quando o complexo for alterado para poder produzir carros com a plataforma MQB-A0, usada não só pelo Polo, como também Virtus, Nivus e T-Cross. Em setembro de 2020, o sindicato local revelou que aprovou uma negociação para abrir o Programa de Demissão Voluntária (PDV) na fábrica, mas também garantindo um investimento local para os seguintes itens:

– Descongelamento dos investimento para a planta de Taubaté
– Implantação da plataforma MQB a partir de novembro.
– Produção compartilhada do POLO LA K1 com São Bernardo do Campo.
– Produção do Polo Track (Novo Polo) exclusivo de Taubaté.
– Garantia do segundo modelo para planta de Taubaté.
– Compromisso de negociação com Sindicato em caso de novo produto Gol ou Voyage

Na época, os rumores apontavam para duas possibilidades. Uma acertou em cheio, dizendo que será um modelo de entrada, posicionado abaixo do Polo 1.0 MPI atual de forma a substituir Gol, Fox e Up!. Isso seria feito por causa do controle de estabilidade e tração, que deveria tornar-se obrigatório a partir de 2022, mas acabou adiado para 2024. Uma alternativa para que o Polo Track fique mais barato é adotar a velha estratégia que a marca uasava com o Gol, mantendo o visual pré-reestilização para o novo modelo. A VW pode até aproveitar e eliminar o Polo 1.0 MPI para dar prioridade à nova versão.

A outra hipótese, que pelo visto foi descartada, é que seria um modelo aventureiro de entrada por conta do nome “Track”, que a Volkswagen usou com diversos carros como Fox, Gol e Up!, sempre com alguns detalhes de carro aventureiro, mas sempre como uma opção mais barata. Teve até quem acreditava que seria o terceiro crossover compacto da empresa, que ficaria abaixo do Nivus.

Galeria: Volkswagen Polo 2022 - Flagra

Apesar de confirmar o Volkswagen Polo Track como um carro de entrada, Seitz não deu qualquer outro detalhe, nem mesmo quando devemos ver o veículo nas lojas. Na mesma apresentação, a empresa revelou que irá apresentar a reestilização do Polo no 2º trimestre, chegando primeiro à Europa. Como o hatch deve estrear somente entre o final de 2021 e começo de 2022, o Polo Track deverá esperar a renovação do compacto para chegar às concessionárias.

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Projeção: KDesign

Envie seu flagra! flagra@motor1.com