Versão de lançamento tem motor 1.3 turbo e custa mais que o GLB de 7 lugares

Depois do flagra feito essa semana, a Mercedes-Benz divulga mais informações sobre o novo GLA no Brasil. A segunda geração do SUV compacto premium já pode ser reservada nas concessionárias da marca na versão GLA 200 AMG Line, especial de lançamento, por R$ 325.900, com o mesmo motor 1.3 turbo de 163 cv que já equipa outros modelos da marca.

Ainda não sabemos até quando esta será a única versão do GLA no Brasil. De qualquer forma, a segunda geração do SUV compacto muda consideravelmente em comparação com a anterior, que chegou a ser produzida por aqui. Perdeu 1,4 cm no comprimento, agora com 4.410 mm, mas ganhou 30 mm na largura (1.834 mm) e 104 mm na altura (1.507 mm), além dos 30 mm no entre-eixos (2.729 mm), com um porta-malas de 435 litros, ante os 421 litros do anterior.

O motor é o 1.3 turbo que já está no A Sedan e no GLB, o SUV compacto de 7 lugares. Usando apenas gasolina, entrega 163 cv e 25,5 kgfm de torque. A transmissão conta com câmbio automatizado de dupla embreagem e 7 marchas com tração dianteira. Segundo a Mercedes-Benz, o GLA 200 vai de 0 a 100 km/h em 8,7 segundos, com velocidade máxima de 210 km/h.

Flagra: Mercedes-Benz GLA 200 (BR)
Flagra: Mercedes-Benz GLA 200 (BR)

Entre os equipamentos de série, destaca-se o kit visual assinado pela AMG, com grade e para-choques mais esportivos, além das rodas de 20" com pneus 235/45 R20. Por dentro, temos o famoso MBUX, com as duas telas de 10,4" para o painel de instrumentos e sistema multimídia com comandos por voz. Além disso, há o piloto automático adaptativo Distronic, assistente de faixa, alerta de ponto-cego, sistema de estacionamento automático, carregador de smartphone por indução, chave presencial, faróis full-LED e teto-solar panorâmico. 

Mercedes-Benz GLA 2021

Por enquanto, o GLA 200 ficou mais caro até que o GLB 200, seu irmão de plataforma com o mesmo motor, porém com 7 lugares. A explicação pode ser a carga tributária, já que o GLB vem do México e tem alíquota reduzida, enquanto o GLA chega da Alemanha, pagando o valor integral. 

Ouça nosso podcast

 

Galeria: Mercedes-Benz GLA 2021