Fidelização permite dar o carro usado com 80% da tabela FIPE para quitar valor residual e dar de entrada em outro modelo da marca

A Caoa Chery tem conquistado uma parcela dos clientes no Brasil e agora dá um passo para tentar aumentar a fidelização à fabricante, com um programa de recompra garantida. Batizado como 100% Caoa Chery, ele determina que o consumidor pode usar seu modelo usado da marca para quitar o residual do financiamento e pagar a entrada em um outro veículo da empresa.

Contemplando todos os modelos da empresa, desde o crossover compacto Tiggo 2 até o SUV de 7 lugares Tiggo 8, o programa de recompra da Caoa Chery oferece financiamento com entrada a partir de 30% e as demais parcelas em até 36 vezes. Quando o contrato chega ao fim e resta apenas o valor residual, o cliente tem três alternativas.

Galeria: Caoa Chery Arrizo 6 (Brasil)

A primeira opção é pagar o residual por conta própria, a segunda é refinanciar o valor, para casos em que a pessoa quer continuar com o carro. Caso ela queira trocar por uma versão mais nova ou um modelo mais caro, pode revender o veículo usado para a concessionária, por 80% do valor da tabela FIPE. O dinheiro é usado para quitar o residual do financiamento e o resto servirá como entrada do novo modelo. Ainda tem 12 primeiros meses de seguro total incluso no pacote.

“Essa é mais uma forma que a Caoa Chery encontrou de oferecer ao seu cliente novas possibilidades de compra dentro do nosso portfólio. Uma forma do consumidor ter acesso, com prestações que cabem no seu bolso, a produtos de alto valor agregado, marcados pela Qualidade, Tecnologia e Design”, dizTai Kawasaki, gerente Executivo Comercial da Caoa Chery.

Atualmente, a linha da Caoa Chery no Brasil conta com seis modelos. São dois sedãs, na forma do Arrizo 5 e Arrizo 6; e quatro crossovers: Tiggo 2, Tiggo 5X, Tiggo 7 e Tiggo 8. A empresa prepara novidades para 2021, com a chegada dos modelos da linha de luxo Exeed, baseada na Chery mas com design e acabamento diferenciado, e que foi prometida para o início do ano que vem.