Marca trabalha em nova família de veículos com hatch, sedã e crossover feitos em Porto Real (RJ)

A Citroën está bem quieta por enquanto sobre lançamentos, mas isso não significa que nada está sendo preparado. A marca já mexeu em sua fábrica em Porto Real (RJ) para produzir modelos com a plataforma CMP e os rumores apontam que virá uma nova família de carros compactos, com um hatch, um sedã e um crossover (este já flagrado na Índia). A inspiração para o design será a nova geração do Citroën C3, que aparece nesta semana em registro no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

O substituto do Citroën C3 para o Brasil não será exatamente o mesmo modelo que é vendido na Europa. Alguns itens serão semelhantes, como o esquema de faróis duplos, com as luzes diurnas em LED mais acima e os faróis normais logo abaixo. Flagras da variante crossover na Índia confirmam essas linhas, além de outros detalhes como posição da grade, enquanto as lanternas aparentam ter um formato diferente.

Galeria: Citroën C3 2021 - Registro no Brasil

O que torna o registro do C3 mais interessante é que o Grupo PSA não fez um pedido genérico para o design do carro, mas foi bem específica no registro de diversas peças como faróis, grade, para-choque e os airbumps (as peças plásticas nas laterais). Justamente os elementos que o flagra do crossover na Índia indicam ter mesmo debaixo da pesada camuflagem.

Galeria: Flagra: Citroën C3 Sporty 2022

As informações sobre essa nova família de veículos da Citroën ainda são bem escassas. Sabemos apenas que terá a plataforma CMP, a mesma do novo Peugeot 208 (embora este seja feito na Argentina). Sabemos que o projeto dará origem a um hatch, um sedã e um crossover, fazendo o trio da mesma forma que Onix, Onix Plus e Tracker, ou Polo, Virtus e T-Cross.

Um dos mistérios é sobre qual será a solução da marca para a motorização. O Peugeot 208 abandonou o 1.2 de três cilindros aspirado que era oferecido na geração anterior e não trouxe a variante turbo, trabalhando somente com o 1.6 aspirado de 118 cv – a marca diz que é por uma questão de posicionamento do carro. Os primeiros rumores diziam que o 1.2 aspirado seguiria nesta família da Citroën, mesmo que o propulsor venha importado. O lançamento do primeiro modelo é esperado para 2021.

Galeria: Citroën C3 2020 (Europa)