Picape aparece na Tailândia bem camuflada e com mudanças na grade

A Nissan Frontier passará por uma mudança ainda neste ano, recebendo não só uma reestilização, como também mudanças em sua estrutura, aproveitando o que havia sido preparado para a Mercedes-Benz Classe X. A apresentação não deve demorar, pois a picape média apareceu em testes na Tailândia, país onde a geração atual fez sua estreia em 2014. No Brasil, ela é esperada para o ano que vem, com produção na Argentina.

Ainda bem camuflada, a Nissan Frontier renovada não mostra muito de seu design. As fotos publicadas pela página Thai Car Inside no Facebook são de um protótipo coberto por panos pretos em toda a carroceria. Ainda assim, há alguns detalhes a serem notados. A frente parece mais alta do que antes, o que vai aumentar o ângulo de ataque. A grade também está ligeiramente diferente no acabamento e aparenta ter aumentado o tamanho da borda cromada, aproximando a picape dos últimos lançamentos da marca, como Kicks e Sentra. Isso irá eliminar a pequena entrada de ar entre a grade e os faróis.

 

Infelizmente, ainda não podemos falar nada sobre a traseira da picape. O Thai Car Inside diz que haverá mudanças também, mas a camuflagem impede que possamos ver o que será alterado. Também não há fotos do interior da picape. Rumores dizem que a picape receberá um pacote com equipamentos de segurança ativa. Entre os itens esperados estão frenagem automática de emergência e controle de cruzeiro adaptativo.

De acordo com nossos parceiros do Argentina Autoblog, a Frontier receberá mudanças importantes na sua parte estrutural. A marca japonesa irá aproveitar os reforços que foram desenvolvidos pela Mercedes-Benz para a finada Classe X - que era feita com o mesmo chassi da Frontier.

Também sabemos pouco sobre sua mecânica neste momento. O que é dito é que a Nissan Frontier manterá os motores atuais em todos os mercados em que atua. Ou seja, para nós ela será oferecida com o 2.3 diesel, nas variantes de um ou dois turbos, e potência entre 160 cv e 190 cv, mantendo as transmissões manuais de 6 marchas ou automática de 7 posições. A marca já descartou vender uma variante com motor a gasolina ou flex, por ter um baixo volume de vendas que não justifica o custo. Apesar da estreia no oriente acontecer neste ano, só deveremos ver a picape por aqui em 2021.