Não será nesta geração que veremos uma versão super preparada do compacto

Apesar de todos os esforços da Volkswagen em torno do lançamento de novos modelos com assinatura R (os SUVs T-Roc e Touareg são os exemplos mais recentes), não será desta vez que veremos uma versão verdadeiramente endiabrada do Polo à venda. Em entrevista concedida recentemente, o chefão da divisão esportiva, Jost Capito, afirmou que o projeto de uma variante preparada do compacto está descartado.

"O Polo não funcionaria - quando vemos o que os clientes têm nessa faixa, há um interesse, mas o volume seria muito baixo e o custo seria muito alto", explicou. A demanda é considerada fator-chave para aprovação de um projeto do tipo e, sem expectativas comerciais positivas, o investimento no desenvolvimento não compensa.

Galeria: Volkswagen Polo GTI (2018)

Os primeiros rumores sobre o lançamento de um Polo R surgiram ainda em 2014, quando diversas publicações apostaram na novidade. Na época, assim como agora, a Volkswagen prontamente negou as especulações. Posteriormente, em 2017, novos burburinhos começaram a aparecer, desta vez dando conta de que um Polo R com 300 cv de potência já estava inclusive sendo testado. Mais uma vez, tudo não passou de rumor. 

Dessa forma, o cliente que quiser optar pelo Polo mais esportivo terá de recorrer ao modelo GTI, que na Europa tem motor 2.0 TSI (EA888) com 200 cv e 32,6 kgfm de torque de 1.500 a 4.400 rpm. O câmbio pode ser manual ou DSG (dupla embreagem), sempre com 6 marchas. Dados de fábrica indicam, na versão manual, aceleração de a 100 km/h em 6,7 segundos e velocidade máxima de 237 km/h.

VW Polo GTS

No Brasil, a opção mais esportiva é a GTS, que tem motor 1.4 TSI de 150 cv e 25,5 kgfm de torque sempre combinado ao câmbio automático de 6 marchas - nada de versão manual. Os números de fábrica indicam aceleração até os 100 km/h em 8,4 segundos e velocidade máxima limitada a 207 km/h.

Fonte: Car Throttle