Versão esportiva será apresentada ao público no Salão de Genebra, em março

Especulada há semanas, a data de estreia da nova geração do Volkswagen Golf GTI acaba de ser oficialmente confirmada pela marca. Conforme previsto, modelo será apresentado em março e terá o Salão de Genebra, na Suíça, como grande palco para o debute público. Haverá mudanças visuais importantes na comparação com o Golf padrão, assim como modificações mecânicas exclusivas. Detalhes ainda são mantidos limitados, mas reportagem recente da revista britânica Car adiantou boa parte das principais informações. Segundo divulgado, a versão apimentada será equipada com motor 2.0 TSI (o mesmo sétima geração, mas com atualizações) e receberá até mesmo um sistema híbrido-leve de 48 volts.

Galeria: Volkswagen Golf GTI 2020 - Projeção Motor1.com

O GTI padrão, de acordo com a publicação, renderá 235 cv de potência e poderá virá equipado com transmissão manual de 6 marchas ou automatizada DSG de dupla embreagem e 7 posições. A revista adianta que a aceleração de 0 a 100 km/h ficará na casa dos 6,1 segundos, tempo otimizado graças à redução de peso e à melhorias na aerodinâmica. A velocidade máxima será de 250 km/h, limitada eletronicamente.

Um degrau acima haverá o GTI Cup, que ocupará o lugar do antigo TCR. Neste caso, renderá 290 cv de potência e 37,7 kgfm de torque máximo, disponíveis entre 1.600 e 4.300 rpm. No visual, se diferenciará do GTI padrão pelo kit aerodinâmico mais agressivo, menor altura em relação ao solo, rodas maiores, freios otimizados, entre outros. A velocidade máxima neste caso será de 265 km/h.

Por fim, a variante esportiva mais poderosa será a conhecida R, posicionada no topo de gama. Terá o mesmo motor 2.0 TSI, mas com rendimento de 332 cv e torque de 40,7 kgfm. Neste caso, a aceleração de 0 a 100 km/h será feita em 4,3 segundos. A tração será integral e o câmbio apenas DSG de dupla embreagem. Ao contrário do GTI, o R não será lançado neste primeiro semestre, mas apenas no final do ano.