Projeto Cyclone será ampliado e passará a incluir variações SUV com até 7 lugares

Apesar de recentemente ter enfrentado alguns percalços, o chamado Projeto Cyclone, que originará as próximas gerações de Volkswagen Amarok e Ford Ranger, segue sendo tocado a todo vapor. Conforme revela reportagem do site Autoblog Argentina, os trabalhos parecem finalmente ter entrado em ritmo de sincronia e o surgimento de novas ideias definitivamente ganhou força. Prova disso são as especulações sobre o desenvolvimento, além das próprias picapes, de duas variações SUV com até 7 lugares. A luz verde para extensão do projeto ainda não foi dada, pois questões como custos e rentabilidade continuam estão sendo avaliadas, mas de todo modo a ideia foi posta sobre a mesa.

Galeria: Nova geração da Ford Ranger - Imagens vazadas

A variante não seria novidade no caso da Ranger, pois a picape já conta com o SUV Everest sendo vendido há várias gerações em mercados da Ásia. Já no caso da Amarok, uma versão SUV seria sim inédita. No passado, a Volkswagen até pensou em desenvolver o modelo, mas questões relacionadas à legislação ambiental (leia-se altos índices de emissão de poluentes) impediram o seguimento do projeto. A marca também alegou na época que não seria prudente competir com outros produtos do próprio portfólio, como o Tiguan - apesar de que um SUV da Amarok teria proposta de mercado distinta e não disputaria exatamente os mesmo clientes. A meta seria enfrentar Toyota SW4, Chevrolet Trailblazer e Mitsubishi Pajero Sport.

Agora, com a sinergia trazida pelo Projeto Cyclone, a ideia ganhou força novamente. A participação da Ford nos trabalhos ajudaria bastante em termos de otimização de custos e ampliação da rentabilidade, além de habilidade e experiência na fabricação de utilitários. Internamente, o projeto da Ranger atende pelo codinome P703, enquanto o da Amarok atende por J73 e o do SUV por U704. Confirmados os planos, todos os modelos (tanto os SUVs quanto as picapes) serão produzidos na Argentina a partir de 2022, mais especificamente na fábrica de Pacheco. Como já dito, a plataforma será compartilhada, mas cada veículo terá design próprio.