Versão intermediária deverá ter o motor 1.6 aspirado

Depois que foi oficializado para a região, o Peugeot 208 perdeu praticamente toda a sua camuflagem enquanto roda em testes, aparentemente finais, principalmente na Argentina, onde será produzido. Depois da versão básica, com provavelmente o motor 1.2 aspirado, eis que surge a intermediária, provavelmente chamada Allure, pelas ruas do país vizinho sem vergonha nenhuma. 

Dessa vez, chama a atenção alguns aspectos que foram adicionados ao carro para a América Latina. Chama a atenção a suspensão consideravelmente mais alta que a do carro europeu e provavelmente reforçada para aguentar as piores condições do nosso asfalto. As fotos do Argentina AutoBlog mostram a versão que trará já as luzes diurnas em LEDs no formato de presas, uma das marcas mais fortes do novo Peugeot 208. 

Esta versão deverá carregar o conhecido motor 1.6 aspirado da PSA, com 118 cv de potência e ligado ao câmbio automático de 6 marchas fornecido pela japonesa Aisin. Abaixo, terá ao menos uma versão com o motor 1.2 aspirado (o PureTech) já conhecido por aqui, mas há uma dúvida se ele chegará ao Brasil, já que o atual 208 seguirá em produção em Porto Real como uma opção mais barata. 

Peugeot 208 Allure - Flagra na Argentina

Acima, estará a versão topo, esta com o motor 1.2 turbo com injeção direta de combustível e mais equipamentos. Esta pode ser vista ao lado do 208 Allure enquanto é abastecido nas fotos, já com os faróis full-LED e rodas maiores, provavelmente com 17". Sua produção será em El Palomar, na Argentina, que abastecerá a América Latina. 

Seu lançamento deve acontecer no segundo semestre de 2020 inclusive no Brasil. É um dos modelos mais esperados do ano e importante para a estratégia da PSA em nosso mercado. Brigará principalmente com VW Polo e os novos Hyundai HB20 e Chevrolet Onix. Como já dito, o atual 208 segue em produção em Porto Real (RJ) e o acompanhará nas concessionárias. 

Galeria: Peugeot 208 Allure - Flagra na Argentina