Desde 2001, marcas mantinham sociedade para produção local do Chevrolet Niva

Estabelecida na Rússia desde 2001, a parceria firmada entre General Motors e AvtoVAZ (controladora da Lada) acaba de chegar oficialmente ao fim. Conforme revela a agência de notícias Automotive News, a AvtoVAZ adquiriu os 50% que eram da GM e assumiu controle total das operações. Dessa forma, o grupo norte-americano encerra a montagem de veículos no país, mas os russos garantem a continuidade da marca Chevrolet. Pelo menos por um certo período de tempo a AvtoVAZ continuará produzindo modelos GM, mas posteriormente passará a adotar apenas o logotipo da marca Lada.

Galeria: Chevrolet Niva Special Edition

Foi desse acordo que nasceu em 2002 o Chevrolet Niva, com design e capacidade off-road inspirados no tradicional modelo da Lada. Os motivos do fim da aliança não foram detalhados, mas certamente o envelhecimento do SUV e a consequente queda nas vendas devem ter sido determinantes. As empresas até trabalharam conjuntamente no desenvolvimento de uma nova geração, que chegou a ser apresentada como protótipo no Salão de Moscou de 2014 mas nunca chegou efetivamente ao mercado.

Chevrolet Niva concept
Chevrolet Niva concept

Quando a sociedade foi criada quase 20 anos atrás, a expectativa era produzir 100 mil unidades por ano do Chevrolet Niva. No entanto, o envelhecimento fez as vendas caírem atualmente para apenas 1.950 unidades mensais, como registro em novembro. Sob o capô, o modelo conta com motor 1.7 a gasolina de 82 cavalos e torque de 13,1 kgfm de torque. Sempre associado a um câmbio manual de cinco marchas, o propulsor promete consumo de 10,8 km/l.