Informação foi adiantada por executivo da área de marketing da filial no país vizinho

Depois dos sedãs, monovolumes e SUVs, o segmento de picapes médias parece ser a próxima fronteira a ser rompida pela tecnologia híbrida de propulsão dentro da Nissan. Em entrevista concedida recentemente, Pablo Roca, executivo da área de marketing da empresa na Argentina, adiantou que o lançamento de uma variante híbrida da Frontier está sendo estudado internamente. "Certamente, em algum momento, veremos uma Frontier Hybrid. O mercado está indo para esse lado. E, se necessário, a visão é sempre apostar em uma produção na Argentina", disse.

Galeria: Nissan Frontier 2020 - Brasil

Demais detalhes não foram fornecidos, mas a informação vai ao encontro de declarações já dadas por outros executivos da Nissan. Em julho, por exemplo, Nic Thomas, chefe global da área de elétricos da marca, também confirmou a intenção de equipar Frontier com um sistema híbrido, no caso o dispositivo e-POWER. Os planos estariam incluídos no projeto da próxima geração da picape, que terá participação importante da Mitsubishi durante o desenvolvimento.

Na ocasião, Thomas afirmou ainda que um dos principais desafios para inserção da tecnologia neste segmento é o peso dos veículos e a exigência dos consumidores deste nicho. Na maioria dos casos, picapes são usadas para trabalhos pesados e a robustez do conjunto mecânico deve ser item fundamental. “Estamos nos concentrando nos veículos de passageiros atualmente, mas tenho certeza que em meados da próxima década a tecnologia será barateada o suficiente e os motores serão maiores e mais poderosos. Você verá aplicações variadas. É uma proposta em evolução". 

Os planos da Nissan, vale lembrar, coincidem com as intenções da Toyota de também lançar uma variante híbrida para a Hilux, não por acaso a principal concorrente da Frontier.