Compacto poderá voltar ao mercado com plataforma de Peugeot 208 e Opel Corsa

Sim, o Fiat Punto pode renascer aproveitando o melhor do Argo e a moderna plataforma do Opel Corsa. Descontinuado no Brasil em 2016 e na Europa em 2018, o Fiat Punto tem chances de voltar ao mercado nos próximos anos em nova geração. Em entrevista concedida recentemente, o CEO da FCA, Mike Manley, revelou que planeja implementar mudanças na estratégia da Fiat para veículos compactos no mercado europeu, de modo a direcionar atenções para o chamado segmento B em detrimento do segmento A (subcompactos).

Embora não tenha confirmado oficialmente, a declaração foi interpretada pela imprensa europeia como o anúncio velado de uma provável volta do Punto e fim do Panda. A especulação ganhou força principalmente depois da fusão do grupo com a PSA, que dará aos italianos acesso à plataforma CMP do Peugeot 208 e do Opel Corsa.

Galeria: Projeção - Fiat Punto 2021

Além de facilitada pela aliança com os franceses, a volta da Fiat ao segmento B tem relação direta com a questão dos custos. "Em um futuro muito próximo, você nos verá focando mais neste segmento de maior volume e margem mais ampla, e isso envolverá uma mudança no segmento de sub-compactos", disse Manley. Ele deixou no ar a possibilidade de saída do mercado de mini carros (o chamado segmento A), onde a Fiat é tradicionalmente representada pelo Panda. As motivações seriam os altos custos de desenvolvimento e as regras anti-poluição cada vez mais rígidas dentro da União Européia, que comprometem diretamente os índices de rentabilidade de uma categoria que tem como premissa básica custar pouco.

Partindo dessa premissa, faria mais sentido do ponto de vista econômico investir na volta do Punto do que insistir em uma nova geração para o Panda. Marcas como Ford, Volkswagen, Skoda e Seat também não parecem ter interesse em seguir no mercado de subcompactos. Como dito, nada ainda é oficial, mas parece ser o caminho mais lógico depois da aproximação com a PSA. Com a plataforma CMF já pronta, não será difícil desenvolver o projeto de um novo Punto - inclusive com versão 100% elétrica. Para diferenciá-lo do 208 e do Corsa, muitos apostam que ele poderia renascer como uma opção mais racional e barata para fazer frente ao Dacia Sandero, que terá nova geração em breve.

Projeção: Motor1.com