Ele seria uma boa opção para aposentar o ix35 quando a nova geração do Tucson chegar ao Brasil

O mercado chinês é tão forte que as fabricantes podem se dar ao luxo de lançar modelos específicos para o país, ou até mesmo reestilizações exclusivas. É o caso do Hyundai Tucson, que ganhou um novo estilo na China, com uma frente um pouco mais próxima do grandalhão Palisade, enquanto a traseira lembra muito o Kia Sportage. Trata-se de uma atualização sobre o modelo atual, enquanto a Hyundai prepara uma geração totalmente nova para o modelo, que já roda em testes na Europa e deve ser lançada no 2º semestre de 2020.

Galeria: Hyundai Tucson 2020 (China)

Chamado pelos chineses de “quarta geração”, o Hyundai Tucson renovado é vendido por lá exclusivamente com o motor 1.6 turbo de quatro cilindros, entregando 177 cv a 5.500 rpm e 27 kgfm de torque entre 1.500 e 4.500 rpm. A única transmissão disponível é a automatizada de dupla embreagem e 7 marchas, e a tração pode ser dianteira ou integral, dependendo da versão. A Hyundai diz que o modelo entrega consumo médio de 14,9 km/litro.

O SUV chinês traz mudanças também no interior. Ganhou o painel de instrumentos digital com tela TFT usado pelo Santa Fe e uma central multimídia "flutuante" com display de 10,25”. Os controles do ar-condicionado têm novo design e foi colocada uma cobertura preto brilhante no console central, com uma porta escondendo a tomada 12V e a entrada USB.

Hyundai Tucson 2020 (China)
Hyundai Tucson 2020 (China)

O que torna este modelo interessante para os brasileiros é que a CAOA, que produz o Tucson em Anápolis (GO), tem a prática de manter vivas as gerações anteriores do SUV em linha. Adotar o visual chinês seria uma forma de renová-lo para que não envelheça tanto com a chegada da nova geração. E enfim aposentar o velho ix35. O que você acha da ideia?

Fotos: divulgação