Fabricante ainda confirma que sedã terá controle de cruzeiro adaptativo e mais itens de segurança

Faltam apenas 15 dias para o lançamento do novo Toyota Corolla. A fabricante atualizou o hotsite http://novocorolla.com.br com uma contagem regressiva, que acaba às 18h do dia 3 de setembro.

Toyota Corolla 2020 - Contagem regressiva

Além disso, ainda aproveitou para divulgar mais alguns detalhes sobre o veículo, como o fato de que terá controle de cruzeiro adaptativo, nova central multimídia e mais, além da já anunciada versão híbrida flex com motor 1.8 e outro elétrico.

+ Nos acompanhe também no Instagram Motor1.com Brasil

Galeria: Toyota Corolla Hybrid 2019

A estreia do novo Toyota Corolla em setembro é uma surpresa, já que a fabricante comentava sobre um lançamento somente em outubro. Pelo fato de colocar uma contagem regressiva em seu site, é bem provável que a marca repita a estratégia usada na estreia do Yaris, com uma transmissão online da apresentação para a mídia especializada.

Com a proximidade da apresentação, o hotsite do Corolla foi atualizado com mais dois itens do menu. O primeiro deles é tecnologia, destacando a nova central multimídia, que ainda usa uma tela pequena e com botões nas laterais, mas a marca destaca que “é compatível com as principais tecnologias de conectividade disponíveis em smartphones”, deixando claro que terá Android Auto e Apple CarPlay – algo esperado, já que o Yaris 2020 recebeu estas funções.

Toyota Corolla Hybrid 2019
Toyota Corolla Hybrid 2019

O segundo item adicionado é o quesito “segurança”, mostrando que o sedã terá controle de cruzeiro adaptativo, farol alto automático, alerta de saída de faixa e frenagem automática de emergência. A Toyota até colocou alguns vídeos demonstrando as tecnologias. O mais provável é que apenas a versão topo de linha ofereça todos os itens, perdendo algumas das funções nas configurações intermediárias.

'

Será vendido com duas motorizações, começando pelo 2.0 aspirado, de potência ainda desconhecida. Durante o lançamento do RAV4 híbrido na Argentina, fontes ligadas à marca disseram que o Corolla teria “motores TNGA”, uma forma de dizer que terá uma motorização adequada à nova plataforma e com mudanças. Isso dá a entender que virá com injeção direta, como o modelo norte-americano, com potência na casa dos 170 cv. A transmissão será a CVT.

Já a versão topo de linha do novo Toyota Corolla adotará um conjunto híbrido formado pelo motor 1.8 aspirado com ciclo Atkinson, que gera 101 cv, e um outro elétrico de 72 cv. A potência combinada ainda não foi revelada, nem os dados de rendimento. O mais provável é que chegue perto dos 125 cv no total. Já o consumo deve ficar próximo dos 19 km/litro na cidade com gasolina, assim como o Prius.

Ouça nosso podcast