Fabricante confirma fim da versão perua do Golf também para o mercado norte-americano

O fim da oferta da Volkswagen Golf Variant no Brasil foi só um passo em uma mudança maior. A fabricante alemã confirma que irá encerrar a produção da perua e de sua versão aventureira Alltrack na fábrica em Puebla (México), o que afetará também os Estados Unidos, onde o modelo é vendido como Golf SportWagen. A Variant já deixou de ser montada, enquanto a Alltrack ainda continuará em produção até dezembro de 2019.

Galeria: Volkswagen Golf Alltrack 2017

Assim como foi com o Fusca, a Golf Variant mexicana sai de linha para abrir espaço para um carro mais importante para a fabricante: o VW Tarek, SUV médio que será posicionado abaixo do Tiguan. O México será responsável pela produção do modelo para o mercado norte-americano tem lançamento marcado para a região em 2021 – inclusive no Brasil. Segundo a fabricante, os crossovers representam mais de 50% das vendas da marca no 1º semestre de 2019 nos EUA, graças ao Atlas e Tiguan.

Por aqui, a perua deixou de ser oferecida em fevereiro deste ano, encerrando a importação do México. A razão, assim como nos EUA, é a baixa procura pela Golf Variant. Todo o segmento das station wagons continua a cair no Brasil, representando menos de 0,5% do mercado nacional. A Volkswagen até encerrou a produção de outra perua, a SpaceFox, que também será substituída pelo SUV Tarek na fábrica argentina em General Pacheco.

O futuro da Golf Variant em outros mercados também é uma dúvida. Até o momento, a fabricante confirma o lançamento somente da versão hatchback do Golf, com variantes esportivas GTI e R, e a híbrida GTE. Rumores dizem que a carroceria perua será descontinuada na oitava geração, para dar espaço não só para SUVs, como também para os modelos elétricos da linha ID.3.