Produção começa no final do 3º trimestre, enquanto as vendas devem ficar para fevereiro de 2020

O desenvolvimento do novo Volkswagen Golf não está sendo tão tranquilo quanto o esperado. A fabricante encontrou vários problemas de software para resolver e considerou até lançar o carro somente em 2020, mas agora começa a ver uma luz no fim do túnel. O hatchback agora está com estreia prevista para outubro, deixando o Salão de Frankfurt (Alemanha), em setembro, para o hatch elétrico ID.

Galeria: Volkswagen Golf 2020 - Novos flagras

O pessoal em Wolfsburg disse anteriormente que o novo Volkswagen Golf até poderia fazer sua apresentação ainda neste ano, embora estivesse atrasado e a marca já considerasse uma estreia em fevereiro do ano que vem. Agora, “diversas fontes na empresa” disseram ao Automotive News Europe que o hatch será mostrado em algum momento de outubro. Além disso, a publicação ainda ouviu que a produção começará no final do 3º trimestre.

A mesma reportagem ainda menciona algumas das coisas que veremos na oitava geração do carro mais vendido da Volkswagen. Entre os equipamentos de série estarão faróis LED, painel digital, assistente de permanência em faixa e uma central multimídia com tela sensível ao toque de 8,5”. Falando nisso, o sistema de infotainment terá suporte a atualizações automáticas por conexão 4G, algo que está dando muita dor de cabeça para os engenheiros de software da Volkswagen.

Como você já deve ter escutado, o lançamento nas lojas europeias está programado para o final de fevereiro, começando pela Alemanha. Há um rumor circulando que diz que a perua Golf Variant sairá de linha, junto com a versão aventureira Alltrack. Porém, como as station wagons ainda são muito populares na Europa, essa informação pode ser apenas fofoca. A versão que deve deixar de ser vendida é a de duas portas.

Volkswagen Golf 2020 - Novos flagras
Volkswagen Golf 2020 - Novos flagras

Não espere por um novo e-Golf, pois a Volkswagen irá substituí-lo pelo novo ID., enquanto a versão híbrida plug-in GTE deve sobreviver. Já os esportivos GTI e Golf R estão previstos para 2020, possivelmente no 2º semestre, e ainda haverá o Golf R Plus, que chegará perto dos 400 cv.

Já no Brasil, o futuro do Volkswagen Golf é virar um modelo importado, encerrando sua produção em São José dos Pinhais (PR) em breve. A fabricante já não faz mais os modelos 1.0 TSI e 1.4 TSI, montando somente o Golf GTI. Gustavo Schmidt, Vice-Presidente de Vendas e Marketing da VW Brasil, disse ao Motor1.com que o destino do segmento é virar um carro de nicho, para o consumidor mais exigente.

Fonte: Automotive News Europe