Novidades estão sendo implementadas no modelo vendido na Europa

A Volkswagen anuncia nesta semana na Europa alterações na gama de versões do SUV Tiguan. A partir de agora, o catálogo ficará mais enxuto por conta do descontinuamento de algumas versões, mas ao mesmo tempo mais tecnológico por conta da adoção de novos equipamentos e recursos. Além disso, é novidade a oferta do motor 2.0 TSI com potência de 230 cv, que está disponível tanto para o acabamento R-Line Tech quanto para o SEL sempre associado à tração 4Motion e ao câmbio automatizado DSG de 7 marchas.

Conforme explica a marca, saem de cena as configurações SE e SE Nav e entra no lugar o acabamento Match. No mercado britânico, a mudança adicionou cerca de 1.300 libras em equipamentos (caso fossem adquiridos separadamente), mas elevou o preço base do modelo em £ 200, totalizando agora £ 26.750 iniciais (cerca de R$ 127.300 numa conversão simples). Entre os novo recursos presentes, destaque para rodas de 19 polegadas, navegação por satélite, ar-condicionado de três zonas, câmera de ré e partida sem chave.

Volkswagen Tiguan 2019 - Reino Unido

O motor padrão é um 1.5 TSI de 130 cv (câmbio manual de 6 marchas), seguido por um 2.0 turbodiesel de 190 cv (câmbio automatizado de 7 marchas e tração 4Motion). No entanto, a grande novidade fica por conta do 2.0 TSI agora disponível com 230 cv e 35,7 kgfm de torque. É oferecido nas versões R-Line Tech e SEL, sempre com transmissão DSG de 7 marchas e tração 4Motion. Dados de fábrica indicam aceração de 0 a 100 km/h em 6,3 segundos, máxima de 227 km/h e consumo de 13 km/l. O preço máximo é de £ 35.820, cerca de R$ 170.400.

No Brasil, o Tiguan (sempre na versão alongada Allspace) é vendido com motores 1.4 TSI de 150 cv e 2.0 TSI de 220 cv.

Fotos: Divulgação 

Galeria: Volkswagen Tiguan 2019 - Reino Unido