Derivada do novo Wrangler, picape tem motores 3.6 V6 de 289 cv a gasolina e 3.0 V6 turbodiesel de 263 cv

A Jeep segue a estratégia de oferecer no Brasil todos os modelos de sua gama, sem exceção, mesmo que isso represente um volume de vendas mais limitado. Apresentada no final de novembro durante o Salão de Los Angeles, a nova picape Jeep Gladiator entrou na lista de possibilidades, mas nenhum comunicado foi feito de modo oficial. Assim, mesmo sem um anúncio oficial, já podemos esperar pela novidade em nosso mercado também, pois a Fiat-Chrysler entrou com um pedido de registro do nome “Jeep Gladiator” no Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (INPI).

Esperada desde 2005, a Jeep Gladiator é a primeira picape da marca desde 1988. Baseada na nova geração do Wrangler, usa estrutura de carroceria sobre chassi. A fabricante informa que sua capacidade é de 725 kg de carga e mais de 3.000 kg de reboque. O parentesco com o SUV é bem claro, pois é idêntico ao Wrangler da frente até as portas traseiras, quando aparece a caçamba. Até o teto removível está disponível para a picape.

Gladiador de Jipe - INPI

A motorização é a mesma do Wrangler. A Gladiator pode ser equipada com o 3.6 V6 a gasolina de 289 cv e 35,9 kgfm, acoplado ao câmbio manual de 6 marchas ou automático de 8 posições; ou com o 3.0 V6 turbodiesel de 263 cv e 61,1 kgfm, este só com transmissão automática de 8 marchas. A marca diz que a picape tem o melhor desempenho fora-de-estrada do segmento.

Galeria: Jeep Gladiator 2020 - Salão de Los Angeles

Embora a Jeep Gladiator tenha grandes chances de ser vendida aqui, ela não será "a picape média" da FCA em termos de volume, obviamente por limitações de importação. Há tempos que a empresa estuda vender uma picape média por aqui, ensaiando o lançamento da RAM 1500. Fontes ligadas à marca revelaram ao Motor1.com que o ponto a ser revolvido é a preferência da matriz em oferecer conjunto mecânico com motor a gasolina, enquanto a FCA América Latina quer a versão a diesel, por ser a preferência do público deste segmento por aqui. Além disso, a empresa trabalha em uma nova picape média da RAM, abaixo da 1500 e que será produzida em Goiana (PE), o que pode criar atrito entre as duas.

Tudo indica que o posicionamento será o mesmo do Wrangler, ou seja, um produto premium e voltado essencialmente para o off-road, enquanto o modelo inédito ficaria na mesma faixa que a concorrência.

Galeria: Jeep Gladiator 2020