Além do visual externo, cabine da versão asiática também tem detalhes exclusivos

Apresentada localmente em meados de outubro, a versão indiana do Nissan Kicks não se diferenciará do modelo vendido no Brasil apenas pela exclusividade da plataforma ou pelas mudanças aplicadas no visual externo. Conforme revelam estas imagens, o SUV que começará a ser vendido por lá em janeiro terá uma série de particularidades também no desenho do interior. A cabine, além de mais espaçosa por conta do entre-eixos mais longo, foi praticamente toda reformulada e traz vários elementos inexistentes no modelo feito em Resende (RJ).

O painel agora conta com saídas de ventilação maiores e posicionadas na vertical, bem ao lado da tela do sistema de entretenimento. O console central também ficou mais espaçoso e pode acomodar objetos mais largos e mais altos, como copos e garrafas. É novo também o desenho do painel das portas, incluindo formato, disposição das maçanetas e botões de acionamento dos vidros elétricos. Completam o pacote os novos revestimentos dos bancos, o design inédito do volante e o quadro de instrumentos mais simples que, apesar do velocímetro digital, não tem o display colorido de 7 polegadas presente no Kicks internacional.

Construído sobre a mesma plataforma M0 do Renault Captur, o Kicks indiano conta com arcos de roda mais abaulados (que lhe conferem maior sensação de robustez), teto com barras longitudinais mais proeminentes e rodas de 17 polegadas com desenho único. Na traseira, há um leve aplique cromado sobre a placa de identificação e para-choque ligeiramente revisado. Em termos de tamanho também há diferenças consideráveis: 4,38 metros de comprimento (contra 4,29 metros do brasileiro), 1,81 m de largura (contra 1,76 m), 165 de altura (contra 1,59 m) e 2,67 de entre-eixos (contra 2,61 metros).

Nissan Kicks Índia - Interior
Nissan Kicks SL (divulgação)

No visual externo, o para-choque dianteiro foi redesenhado e ganhou entradas de ar falsas acima das luzes de neblina, e as portas dianteiras agora incorporam uma pequena janela vigia, junto com retrovisores apoiados na própria lataria. Além disso, os faróis têm lentes mais sofisticadas (incluindo assinatura específica de LEDs), a grade em V ganhou novos contornos e uma nova grelha foi incorporada. A altura em relação ao solo foi ampliada e agora totaliza 21 cm, mas curiosamente o porta-malas diminuiu: 400 litros contra 432 litros.

Sob o capô, são esperadas duas opções de motorização: 1.5 turbodiesel de 110 cv e 1.5 a gasolina de 106 cv. O câmbio poderá ser manual de 5 ou 6 marchas. A produção será concentrada em Chennai e as vendas serão iniciadas em janeiro. 

Fotos: Divulgação

Galeria: Nissan Kicks - Índia