Versões P250 mantém os 249 cv no motor 2.0 turbo

Após os Land Rover Discovery Sport e Range Rover Evoque, agora o Jaguar E-Pace adota a motorização flex como opção. Conforme ocorreu em seus "primos", o SUV britânico teve o motor 2.0 turbo da família Ingenium calibrado para rodar com gasolina ou etanol em qualquer proporção. Diferente dos dois primeiros modelos, porém, E-Pace continua sendo importado. 

Outra diferença aparece na ficha técnica. Sem alteração para quando utilizava apenas gasolina, o E-Pace flex rende 249 cv e 37,2 kgfm de torque (seus primos possuem 240 cv e 34,6 kgfm), ficando posicionado abaixo do P300, com 300 cv. Chamado de P250, está disponível nas versões Base, por R$ 233.800, e R-Dynamic S, de R$ 251.300, sem considerar opcionais ou personalização de cores. O câmbio é sempre automático de nove marchas com tração integral inteligente. 

Jaguar E-Pace (Brasil)

Segundo a Jaguar, com este motor o E-Pace chega aos 100 km/h em 7 segundos. Outra curiosidade é o fim da variante P200, com o motor 2.0 turbo com 200 cv e mais barata da linha. 

Fotos: divulgação

Galeria: Jaguar E-Pace (Brasil)