Montadora alemã usará o compacto para ser o seu carro 100% elétrico de até 18 mil euros

A Volkswagen fez um barulho quando a Bloomberg revelou que a fabricante alemã irá lançar um carro de 18 mil euros (cerca de R$ 78 mil) para competir com a Tesla. Quando comentamos a respeito, alguns dos rumores diziam que poderia ser um SUV. Isso nos deixou curiosos, já que a estratégia da família I.D. não incluía um modelo nessa faixa de preço. E com razão, pois este modelo será a nova geração do e-Up!, versão elétrica do subcompacto.

O InsideEVs, site de carros elétricos do Motorsport Network, conversou com Matt Renna, vice-presidente da Volkswagen América do Norte durante o Salão de Los Angeles. O executivo já foi gerente de produto da Tesla, então conhece bem o mercado de elétricos. Renna explicou que a marca alemã não irá adicionar um veículo “surpresa” em sua linha I.D.. Na verdade, o Bloomberg estava falando do novo e-Up!. A VW irá colocar baterias melhores no subcompacto, para aumentar sua autonomia.

Volkswagen e-Up
Volkswagen e-Up

A má notícia é que, assim como acontece com o e-Up! atual, tudo indica que a nova geração ficará restrita ao mercado europeu. Renna não quis falar quando ele será lançado, já que não é o mercado pelo qual é responsável, mas outras notícias dizem que o carro elétrico mais barato da VW será lançado em algum momento de 2020.

O novo e-Up! não ganhará a plataforma MEB da Volkswagen, que será usada na linha I.D.. No seu lugar, deve continuar a base NSF, também conhecida como PQ12, utilizada só por ele (e suas variantes SEAT e Skoda). Por mais que o e-Up seja um carro elétrico interessante e ter mais autonomia o deixe ainda melhor, não é tão excitante quanto o esperado.

No Brasil, ainda não existem informações sobre um possível lançamento do e-Up!. No entanto, Motor1.com conversou com Pablo di Si, Presidente da VW América do Sul, no Salão do Automóvel sobre planos para o lançamento de elétricos no país. O executivo confirmou o Golf GTE e disse que a montadora terá uma ampla variedade de carros 100% elétricos em seu portfólio global e que, se fizer sentido e for viável para o Brasil, é só trazer.

Outra possibilidade, seria a produção do e-Up! no Brasil. Como todo o ferramental e processo industrial já instalado, uma possível conversão do modelo para um carro totalmente elétrico seria a justificativa para manter o compacto em linha por mais tempo. 

Fotos: divulgação

Galeria: Volkswagen e-Up