Era para ter sido lançado no fim de abril; enquanto não chega, veja novas fotos e vídeo

De acordo com as últimas informações que ouvimos de gente ligada à Volkswagen, era para o Golf 2019 ter sido lançado no fim de abril. Pelo visto atrasou novamente, mas não porque o carro não esteja pronto. Já recebemos flagra dele no pátio da fábrica em São José dos Pinhais (PR), onde é produzido, e agora o flagramos rodando sem qualquer disfarce no ABC paulista, próximo da planta da marca na Anchieta. 

O Golf nacional receberá exatamente as mesmas mudanças visuais aplicadas no modelo europeu, que incluem novos para-choques, faróis com novo desenho interno (mudam os blocos de luz e o feixe de LEDs), lanterna com novo esquema de luzes (em LEDs no carro flagrado) e novas opções de roda (embora o modelo do flagra mantenha as rodas aro 17" iguais às da versão Highline atual). Por dentro, as novidades ficarão por conta do quadro de instrumentos digital (12,3", como no Audi A3 Sedan) e pela central multimídia Discover Media, de 8", que deverão ser itens opcionais (ao menos nas versões de acesso). 

Flagra VW Golf 2019

Curioso notar que o Golf das imagens tinha o logotipo TSI sem números, fugindo na nova tendência da VW de adicionar o valor de torque em Newton Metro na nomenclatura do carro (como o 200TSI do Polo ou o 250TSI do Tiguan). A versão flagrada aparenta ser a Highline com motor 1.4 TSI de 150 cv e câmbio automático de 6 marchas, que não terá mudanças mecânicas. A única novidade neste aspecto será o fim da oferta do motor 1.0 TSI com câmbio manual de 6 marchas, que deixou de ser produzida pela baixa procura. Em seu lugar é provável que entre o conjunto do Polo TSI, com o 1.0 TSI de 128 cv ligado ao câmbio automático de 6 posições. Será um jeito de oferecer um Golf automático mais acessível, pois atualmente o mais em conta nesta configuração é o 1.4 TSI Highline, que custa mais de R$ 105 mil. 

Além do Golf tradicional, as versões esportiva GTI e perua Variant vão acompanhar a reestilização, a princípio somente com atualizações visuais e de equipamentos. Não sabemos ainda se o GTI vai receber a versão mais atual do 2.0 TSI, com 230 cv, ou 10 cv a mais que o carro de hoje. Já a perua, importada do México, deverá manter somente o motor 1.4 TSI.  

 

Com o segmento de hatches médios enfraquecido pelo sucesso dos SUVs compactos, a reestilização deverá ser um dos últimos suspiros do Golf nacional até que seu lugar na linha de montagem seja ocupado por outro modelo. Vale lembrar que a Europa já trabalha na oitava geração do hatch, a ser mostrado no Salão de Genebra de 2019. 

Fotos: autor e arquivo Motor1.com

Vídeo: Paulo Henrique Trindade

Galeria: Flagra VW Golf 2019

Foto de: Redação