Esperado para o Salão do Automóvel, sedã fica maior para se posicionar acima do Virtus

Com a chegada do Virtus, a Volkswagen ganha uma solução e um problema ao mesmo tempo. Ele ocupa um espaço que existia no portfólio da marca, mas agora a marca precisa de um novo sedã médio, já que a sua novidade se aproxima muito do atual Jetta em termos de dimensões. Isso será resolvido com a chegada da nova geração do Jetta, maior e mais sofisticada, que foi apresentada no Salão de Detroit (EUA) e já está em testes no Brasil, como mostra este flagra recebido pelo canal  "Falando de Carro".  

Flagra - Novo VW Jetta
Flagra - Novo VW Jetta

Leia também:

Mesmo camuflado, é possível reconhecer o Jetta por suas linhas frontais, que abandona um pouco a "cartilha" da marca que conhecemos por aqui, principalmente se pensarmos nos novos Polo e Virtus. A grade é ampla, maior até que os faróis, enquanto a traseira mantém muito do que vimos no desenho do Virtus. A distância entre-eixos foi ampliada de 2,65 m para 2,68 m, de modo a aumentar o espaço no banco traseiro.

Volkswagen Jetta 2019
Volkswagen Jetta 2019
Volkswagen Jetta 2019

O novo Jetta será produzido no México e chegará ao Brasil como importado. A previsão de estreia é no Salão do Automóvel, em novembro, com vendas em seguida. Atualizado com a plataforma MQB, ele volta a se posicionar próximo do Golf quando falamos em tecnologia, com painel de instrumentos em TFT e central multimídia instalada em posição elevada, como no Virtus. 

Os motores serão dois conhecidos nossos. O 1.4 TSI é o de 150 cv e 25,5 kgfm de torque que equipa a geração atual, enquanto o 2.0 TSI terá mais que os 211 do Jetta de hoje. Outra novidade ficará por conta da transmissão, que passará a ser automática de 8 marchas na versão 1.4. Já a 2.0 ainda aguarda a revelação internacional, mas poderá manter a DSG de dupla embreagem.

Flagra: Canal Falando de Carro
Fotos: Motor1.com

Galeria: Volkswagen Jetta 2019