Marca bávara está de olho no mercado de elétricos e quer uma das maiores chinesas como parceira

Tudo indica que a China será um dos principais mercados e fornecedores de tecnologias para carros elétricos. E até mesmo as maiores e mais tradicionais fabricantes já sabem disso e começam e se movimentar neste sentido. A BMW é uma delas, levantando possível parceria (ou joint-venture) com a Great Wall, uma das maiores empresas automobilísticas do país. 

Leia também:

O plano seria abrir uma planta em Changshu, mas a marca não diz qual segmento seria produzido lá. A BMW já tem uma joint venture com a Brilliance, então o acordo com a Great Wall não envolveria modelos a gasolina e diesel. Vale lembrar que, para operar na China, as fabricantes precisam ter parceria com alguma empresa local. Com isso, a indicação de um investimento em modelos elétricos é forte, mesmo fontes da marca não confirmando (ou negando). 

Galeria: 2018 BMW i3

Marcas como a Mercedes-Benz, VW e Ford já se uniram com empresas chinesas para o desenvolvimento e produção de modelos elétrico no país. 

Fonte: Automotive News Europe