Empresas chinesas estariam fazendo ofertas para comprar Fiat-Chrysler

A possibilidade de alguma empresa chinesa comprar a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) foi o suficiente para valorizar a empresa. As ações da companhia subiram 8,3% nas bolsas de valores dos EUA no meio do dia, valendo US$ 12,57 (R$ 40,22) após o site Automotive News Europe revelar o interesse dos chineses pela fabricante multinacional.

Leia também:

 

De acordo com a notícia do Automotive News, a FCA já teria recusado a oferta de uma dessas empresas chinesas, porém outras ainda estariam negociando a aquisição do grupo. A Fiat-Chrysler já tentou fazer fusões com outras fabricantes, como GM e Volkswagen, inclusive com indiretas de seu CEO, Sergio Marchionne, mas nenhuma delas demonstrou interesse.

A compra de uma fabricante ocidental pelos chineses não é novidade. A Geely é uma das que mais investiu na compra de outras empresas. Adquiriu a sueca Volvo e a inglesa Lotus. A Dongfeng fez um acordo para conseguir 30% das ações do Grupo PSA, dono da Citroën e da Peugeot. Outras marcas foram salvas com dinheiro do oriente, como a Jaguar Land Rover, que foi adquirida pela indiana Tata Motors.