Propaganda da Ford causa polêmica na Índia - marca pede desculpas

A unidade da Ford na Índia publicou nota na segunda-feira (25) pedindo desculpas pelo vazamento de um anúncio que mostra uma caricatura do ex-primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, com três mulheres amarradas e amordaçadas no porta-malas de um dos modelos da montadora. “Nós lamentamos profundamente e concordamos com nossos parceiros de publicidade que isso não deveria ter acontecido. Os anúncios são contrários aos padrões de profissionalismo e decência da Ford e de seus parceiros”, indicou a montadora.
Propaganda da Ford causa polêmica na Índia - marca pede desculpas
A peça, que pertence à campanha de divulgação do Ford Figo, foi considerada ofensiva e gerou críticas de vários setores da sociedade indiana, que tem discutido o assunto da violência contra mulheres por conta dos recentes casos de estupros registrados no país. De acordo com o site BrandRepublic, o anúncio e mais duas peças – que têm como protagonistas o piloto da Fórmula 1 Michael Schumacher e a atriz Paris Hilton – foram publicadas em um site por um funcionário da JWT. A campanha não havia sido aprovada pela Ford. O WPP, grupo detentor da agência, também lamentou o ocorrido e informou que está tomando as providências cabíveis em relação ao responsável pela publicação das peças. “Nós lamentamos a publicação desses anúncios de mau gosto e contrários aos padrões do WPP Group. Eles não foram criados para serem usados como publicidade e somente foram colocados na internet. Isso foi o resultado de ações individuais sem supervisão, e as medidas apropriadas foram tomadas dentro da agência onde trabalham em relação ao caso”, diz o comunicado.
Propaganda da Ford causa polêmica na Índia - marca pede desculpas

Propaganda da Ford causa polêmica na Índia - marca pede desculpas

Foto de: Julio Cesar