Além do SUV, os planos de reestruturação da marca envolvem importantes novidades

Tradicionalmente, as montadoras aproveitam o mês de dezembro para falar sobre seus planos para o próximo ano. Desta vez começamos com a Ford, que passa por um processo de reestruturação há alguns anos e prepara uma série de lançamentos, com foco em em SUVs, crossovers e picapes. E isso está cada vez mais próximo do Brasil.

O maior destaque entre alguns modelos que a Ford irá lançar no Brasil em 2021 é o Bronco. Apesar de falarem apenas em "família Bronco", as apostas são altas para que o primeiro modelo a desembarcar por aqui seja o Bronco Sport, o SUV médio que tem credenciais para brigar com o Jeep Compass renovado e os novos Volkswagen Taos e Toyota Corolla Cross, que também virão em 2021.

 

Ouça nosso Podcast gratuitamente nas plataformas

Para uma empresa que está querendo focar seus esforços em SUVs e picapes, não entrar em uma briga como essa que promete pegar fogo em 2021 seria um "erro". Além disso, o Bronco Sport será produzido no México, mercado que tem acordo de isenção do Imposto de Importação com o Brasil, o que aumenta a competitividade do modelo mesmo sendo importado. 

Galeria: Ford Bronco Sport 2021

Sobre o Bronco "original", um modelo fora-de-estrada concorrente do Wrangler, podemos o esperar no Brasil como um modelo de nicho e preço acima dos R$ 400 mil, justamente onde está o modelo da Jeep e o Land Rover Defender. Mas ele ainda deve demorar, já que o mercado americano está com fila de espera pelo Bronco e ele só começa a ser entregue ano que vem por lá. 

Mustang e Ranger

O Ford Mustang também terá novidades. O muscle car será vendido no Brasil na versão Mach 1, mais esportiva e potente, a partir de 2021. Apesar de não ser um SUV ou picape, o esportivo é importante para a Ford e conseguiu certo sucesso em nosso mercado que, por incrível que pareça, está aquecido para modelos exóticos e esportivos. 

Ford Ranger Black
Mustang Mach 1

Para a Ranger, duas novidades. Para 2021, a picape receberá a inédita versão Black aproveitando o sucesso da Storm em 2020. Com uma proposta mais urbana, terá a temática preta e provavelmente o motor 3.2 turbodiesel. Já a partir de 2023, a nova geração (a ser apresentada globalmente em 2022) será produzida na Argentina, como fruto do investimento de US$ 580 milhões anunciado nesta semana. 

Dê o play e ouça nosso podcast!