Lançado em 1980, projeto teve início em 1974 e envolveu até a Alemanha e seu Audi 80

No dia 08 de maio de 1980, o Brasil conheceu o Volkswagen Gol. O que seria o substituto do Fusca - como foi o Golf na Europa e Estados Unidos -, acabou patinando um pouco no começo da sua história, mas depois embalou nas vendas, foi líder de mercado por 27 anos e está até hoje por aí, inclusive com uma nova geração planejada para os próximos anos

Vamos contar agora 5 curiosidades do projeto do Gol durante os seis anos do desenvolvimento da primeira geração:

- Pedido importante: O Gol nasce de um pedido de Rudolf Leiding, um dos executivos mais importantes na história da empresa globalmente. Na época presidente global da Volkswagen (foi presidente local de 1968 a 1971, retirando-se do grupo em 1975), encomendou um modelo na base do então recém-lançado Passat durante uma de suas visitas ao setor de estilo na fábrica de São Bernardo do Campo (SP).

- Era para ser um esportivo: Esse pedido de Leiding na verdade era para um modelo esportivo, refrigerado a água, como o Passat. O projeto, feito por José Vicente Martins, George Yamashita e Marcio Piancastelli chegou a ser aprovado e enviado, no formato de maquete 1:4, para a Alemanha. A crise do petróleo acabou freando o projeto de um esportivo, mas abriu caminho para um novo compacto nacional.

- Na prateleira em volume: O Gol nasceu com o motor 1.300 refrigerado a ar do Fusca, anos mais tarde substituído por um 1.600 também a ar. O Passat até poderia emprestar seu motor a água para o projeto, mas o volume de produção não permitiria que outro modelo de volume o utilizasse. Por tempo (e custos), o motor boxer foi o escolhido e adaptado para o cofre dianteiro do Gol. Unidades do Passat foram utilizadas para os testes, enquanto as primeiras unidades do Gol estavam prontas. O projeto veio de um protótipo apresentado na Alemanha antes mesmo do Golf (1969), justamente com esta base e esse motor. 

VW Gol 1983 - Amarelo Manga
VW Gol 1983 - Amarelo Manga

- Baseado no Scirocco e Audi 81: Com a ordem de projetar um carro maior, a equipe brasileira se baseou nos VW Scirocco e Audi 80, modelos que ditaram as regras de design na década de 1970 na Europa. Em 1976, maquetes mostravam bastante do estilo que o Gol teria, o que levou os designers a Wolfsburg. Apesar de concorrer com pessoal da Alemanha, o projeto brasileiro foi o vencedor. 

- Testes finais e os faróis redondos: Com o projeto aprovado, as primeiras unidades para testes foram produzidas e enviadas de caminhão-baú para fugir de fotos e flagras. Nesse tempo, ele ainda usava faróis redondos duplos, algo que foi eliminado na fase final do projeto, pouco antes do lançamento, e permitiu um capô mais baixo. Em 1978, a fábrica de Taubaté (SP) foi inaugurada para este projeto BX, local que foi uma das sedes dos testes. 

Fonte: Guia Histórico Gol e família BX, publicado em 2016 e escrito por Luiz Guedes Junior. 

Galeria: VW Gol 1983 Amarelo Manha - Collection