Sedã chegou mais barato até que o Argo, hatch do qual deriva

Enquanto a Fiat anunciava o preço do Cronos, eu fechava o texto do teste do VW Virtus 1.6 que seria publicado no dia seguinte. Na parte de preços, falava que a diferença média entre um hatch e o sedã derivado dele é de R$ 5 mil no mercado brasileiro. É exatamente a distância que separa o Polo 1.6 do Virtus 1.6, e também próxima do que separa o Onix de um Prisma. Mas aí vem a Fiat e coloca o Cronos 1.3 Drive a R$ 55.990, ou apenas R$ 1 mil mais caro que o Argo equivalente. Além do mais, o sedã estreia com uma inédita versão de entrada, chamada simplesmente de 1.3, por R$ 53.990 - ou seja, mais barato que o próprio Argo. 

Fiat Cronos - Lançamento Brasil

Com a divulgação desses valores agressivos, a Fiat cumpre a promessa de que o Cronos não será rival do Virtus (ao menos não em preços). Ele chega com a mira apontada é para o Prisma, atual líder de vendas entre os sedãs pequenos. E isso tem explicação. Primeiro, o Cronos não tem tantas modificações em relação ao Argo como o Virtus tem na comparação com o Polo (como o entreeixos alongado em 9 cm, por exemplo). Segundo, e mais importante, é que a Fiat não esperava o Polo com preços competitivos como ele veio. Assim, o Argo acabou ficando caro na visão do consumidor acostumado com o Palio, que acabou morrendo com a chegada do novo hatch, embora a Fiat dissesse que ele substituiria apenas o Punto. 

O resultado a gente viu nas vendas. O Polo logo caiu nas graças do consumidor e conquistou a quarta colocação do mercado, chegando a disputar com o Ford Ka a terceira posição. O Argo, por sua vez, ainda não passou da oitava posição mesmo em seu melhor mês de venda. Agora em fevereiro, na soma dos emplacamentos até quinta-feira (22), o placar está 3.756 unidades para o Polo contra 2.716 para o Argo. E o Virtus já passa das 1.000 unidades em seu primeiro mês completo de loja, superando o Chevrolet Cobalt na ponta do segmento de sedãs compactos. 

Leia também:

Cronos sedã pequeno e Virtus sedã compacto? Isso mesmo. É como a Fenabrave separa esses modelos, segundo ela, a pedido da própria Fiat. Além desse posicionamento e dos preços de Prisma, a Fiat já começou a mexer na tabela do Argo. A versão de entrada Drive, que custa R$ 46.800 na tabela, está com promoção oficial a R$ 43.990. E também já se fala nos bastidores que a Fiat prepara uma versão menos equipada do hatch, chamada simplesmente de Argo 1.0, para custar menos. Depois do lançamento do Cronos 1.3 abaixo do Drive 1.3, isso parece mesmo ser questão de tempo. 

Fiat Cronos - Lançamento Brasil
Fiat Cronos - Lançamento Brasil

Assim, poderemos ter em breve duas novas versões do Argo: 1.0 e 1.3, ambas sem sobrenome, menos equipadas e mais baratas que as atuais Drive. A movimentação da Fiat faz sentido, pois a marca, que fechou 2017 na vice-liderança do mercado, já foi ultrapassada pela VW neste começo de 2018. E a marca alemã ainda tem uma série de lançamentos a fazer neste ano, enquanto a Fiat acaba de renovar sua linha com o Cronos.

Caso a Fiat reposicione o Argo para brigar com o Onix, assim como colocou o Cronos de cara para o Prisma, a briga será intensa não somente pelo segundo lugar, mas também pode afetar a líder Chevrolet - que já começou a reagir com o lançamento das versões Advantage para Onix e Prisma, trazendo o câmbio automático por um preço mais acessível. Quem ganha com toda essa disputa, é claro, é o consumidor. 

Fotos: divulgação  

Galeria: Fiat Cronos - Lançamento Brasil