Já testamos as versões 2.0 e 1.8 híbrida do primeiro SUV nacional da marca

O Corolla Cross chegou e acabou com a vida mansa do Jeep Compass. Se até então o modelo da FCA nadava de braçada entre os SUVs médios, chegando a dominar mais de 70% das vendas da categoria, a partir de agora ele ganha um concorrente que promete embolar o segmento. A versão brasileira do Toyota Corolla Cross, 1º SUV da marca produzido no país e que traz, além do nome e da plataforma do sedã, também a oferta do híbrido flex como diferencial. 

Construído sobre a base TNGA-C que sustenta o Corolla sedã, porém com algumas simplificações que explicaremos mais adiante, o Corolla Cross estreia em 4 versões, sendo duas com motor 2.0 flex (XR e XRE) e duas com o 1.8 híbrido flex (XRV e XRX). Os preços variam de R$ 139.990 a R$ 179.990 e a Toyota aposta que as versões Hybrid respondam por 30% das vendas. 

Toyota Corolla Cross 2022 (teste BR)

Para este primeiro contato, tivemos algumas horas com as versões XRE, XRV e XRX na pista de testes da Toyota na fábrica de Sorocaba (SP), onde aproveitamos também para realizar as primeiras medições instrumentadas do modelo. O contato foi breve, mas já nos permitiu tirar boas conclusões sobre o SUV. 

Pelo lado positivo, o Corolla Cross carrega muito do Corolla em seu DNA. Com uma proposta de SUV urbano, está mais para uma versão perua (como se fosse uma nova Fielder) do que um modelo pensado para uso fora de estrada. Com apenas 161 mm de altura livre do solo e ângulo de entrada de 21 graus, o crossover do Corolla foi feito para encarar obstáculos urbanos como asfalto judiado, quebra molas e entradas de garagem, sem muita aptidão para terra. 

Se o design é mais robusto que o do sedã, notadamente na dianteira com o bico quadrado e nas laterais com as caixas de roda destacadas, o interior repete basicamente o mesmo layout e equipamentos do Corolla. Na frente, à exceção da posição de dirigir um pouco mais elevada e do capô alto à frente, você se sente no modelo três volumes. Já na traseira há notadamente mais espaço vertical devido ao teto não ter a caída depois da coluna C, no entanto, o Cross tem entreeixos mais curto (2,68 m contra 2,70 m) e isso se reflete no espaço das pernas de quem viaja no banco traseiro: não chega a ser ruim, mas perde do sedã.

Toyota Corolla Cross 2022 (teste BR)
Toyota Corolla Cross 2022 (teste BR)
Toyota Corolla Cross 2022 (teste BR)

Se considerado até o limite das janelas, o porta-malas também tem menor capacidade: 440 litros contra 470 do Corolla (embora seja mais versátil pela altura), mas o suficiente para bater o Compass (410 litros). Em relação ao modelo da Tailândia, o SUV brasileiro recebeu o estepe (de uso temporário), o que reduziu a capacidade do compartimento. 

Simplificações no projeto também ficam evidentes. A suspensão traseira, por exemplo, é do tipo eixo de torção em vez da independente multilink do sedã. A explicação da Toyota é que o sistema é mais leve e ocupa menos espaço que a multibraços, mas obviamente que a decisão também teve a ver com custos. Já o freio de estacionamento, que no sedã nacional é por alavanca (elétrico na Europa), no Corolla Cross a Toyota resgata aquele arcaico pedalzinho típico de utilitários mais antigos. 

Toyota Corolla Cross 2022 (teste BR)
Toyota Corolla Cross 2022 (teste BR)

O acabamento também foi simplificado em relação ao do Corolla. Enquanto no sedã o painel é feito em espuma injetada, o do SUV é moldado em plástico rígido e recebe uma parte coberta de tecido que imita couro - curiosamente as laterais de portas foram mantidas com material suave ao toque.

Por fim, somente a versão XRV topo de linha traz o painel digital TFT" de 7" que no sedã vem desde o modelo intermediário XEi, bem como o interior em couro bege e o teto-solar, além do Toyota Safety Sense - sistema de auxílios à condução que inclui piloto automático adaptativo, farol alto automático, alerta de permanência em faixa e alerta pré-colisão - item se e série nos híbridos, mas não oferecido para nenhuma das versões somente à combustão. 

Ao volante, quase um Corolla (sedã) 

Uma breve volta na pista de testes da Toyota nos permitiu degustar as versões 2.0 e 1.8 híbrida, incluindo nossas medições instrumentadas de desempenho e frenagem. O resultado é, como esperado, muito sabor de Corolla. Com peso mantido próximo do sedã e os mesmos motor e transmissão, o Corolla Cross passaria tranquilamente pelo três-volumes se pudéssemos dirigir de olhos fechados. Peso da direção, suavidade dos comandos e até o mesmo rodar confortável nos levam a essa conclusão.

Toyota Corolla Cross 2022 (teste BR)

Neste aspecto, ao menos nesta primeira avaliação, a suspensão traseira por eixo de torção não parece ter feito diferença. Mas ainda falta o teste dos buracos das ruas e também tomar algumas curvas com maior ímpeto (a pista da Toyota tem apenas duas curvas de baixa e o piso estava levemente molhado na hora do nosso teste). A estabilidade direcional, no entanto, se mostrou bastante adequada e mesmo em desvios bruscos em velocidade a carroceria se manteve bem equilibrada e com comportamento previsível. A baixa altura do solo para um SUV, de 16,1 cm, ajuda a manter a tocada próxima do sedã.

O mesmo vale para a performance, com o Cross registrando números muito próximos do sedã nas acelerações e retomadas. A versão 2.0 é a mais indicada para quem prefere uma condução mais dinâmica, pois, além dos 177 cv e 21,4 kgfm, ela conta com o excelente câmbio CVT Direct Shift com simulação de 10 marchas - sendo a 1ª marcha mecânica para saídas mais precisas. Como acontece no sedã, é certamente um dos destaques do Cross, até compensando parcialmente a falta de um motor turbo. Acelerou de 0 a 100 km/h em 10,1 s, ou apenas 0,4 s a mais que o sedã. 

Toyota Corolla Cross 2022 (teste BR)
Toyota Corolla Cross 2022 (teste BR)

Passando ao Cross híbrido, de 122 cv somados, a pegada é mais passeio e economia. Fica perceptível o maior peso do conjunto, enquanto o câmbio aqui é um CVT normal sem simulação de marchas e respostas mais lentas. Cravou de 0 a 100 km/h em 12,1 segundos, ou 2 segundos acima do 2.0, e foi 0,5 s mais lento que o sedã híbrido. Em compensação, roda com baixíssimo nível de ruído e, claro, se destaca pelo consumo. Pelos dados do Inmetro, faz 17 km/litro na cidade e 13,9 km/litro na estrada. Na versão 2.0, os números divulgados com gasolina são de 11,5 e 12,8 km/litro, respectivamente.

Conclusão

Se a primeira impressão é a que fica, a já dá para dizer que a Toyota vai compensar bem a espera pelo seu primeiro SUV nacional. O Corolla Cross é exatamente aquilo que se espera de um crossover derivado do Corolla e, a julgar pelo sucesso do sedã, o SUV tem tudo para fazer o mesmo em seu segmento. Uma pena que a Toyota fez algumas economias aparentes, mas algo me diz que não foi só para deixar o Corolla Cross em preços razoáveis, mas também para manter o sedã atraente agora que ele terá seu rival mais perigoso agora dentro de casa.  

Fichas técnicas

  Toyota Corolla Cross 2.0 Toyota Corolla Cross 1.8 Hybrid
MOTOR dianteiro, transversal, 4 cilindros, 16 válvulas, 1.987 cm3, comando duplo com variador na admissão e escape, injeção direta, flex dianteiro, transversal, 4 cilindros, 16 válvulas, 1.798 cm3, duplo comando com variador na admissão, flex + 2 motores elétricos
POTÊNCIA/TORQUE

169/177 cv a 6.600 rpm; 21,4 kgfm a 4.400 rpm

combustão: 98/101 cv a 5.200 rpm/ 14,5 kgfm a 3.600 rpm; elétricos: 72 cv e 16,6 kgfm 

combinados: 122 cv

TRANSMISSÃO automático tipo CVT com simulação de 10 marchas; tração dianteira transeixo com CVT, tração dianteira
SUSPENSÃO

independente McPherson dianteira e eixo de torção na traseira

independente McPherson dianteira e eixo de torção na traseira
RODAS E PNEUS  liga leve aro 18" com pneus 225/50 R18 ou liga-leve aro 17" com pneus 215/60 R17 liga leve aro 18" com pneus 225/50 R18
FREIOS discos sólidos na dianteira e sólidos na traseira com ABS e EBD discos sólidos na dianteira e sólidos na traseira com ABS e EBD
PESO 1.420 kg em ordem de marcha 1.400 (XRV)/ 1.450 (XRX) kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento 4.460 mm, largura 1.825 mm, altura 1.620 mm, entre-eixos 2.640 mm comprimento 4.460 mm, largura 1.825 mm, altura 1.620 mm, entre-eixos 2.640 mm
CAPACIDADES tanque 36 litros, porta-malas 440 litros tanque 36 litros, porta-malas 440 litros
MEDIÇÕES MOTOR1 BR (etanol)
    Corolla Cross 2.0 Corolla Cross 1.8 Hybrid
Aceleração    
  0 a 60 km/h

4,7 s

5,1 s 
  0 a 80 km/h 7,1 s

8,1 s 

  0 a 100 km/h 10,1 s 12,1 s 
Retomada    
  40 a 100 km/h em D 7,2 s 10,5 s
  80 a 120 km/h em D 6,7 s 10,4 s
Frenagem (pista úmida)    
  100 km/h a 0 41,7 m  39,0 m 
  80 km/h a 0 26,8 m 26,0 m 
  60 km/h a 0

15,2 m

14,8 m 
Consumo    
  Ciclo cidade -  
  Ciclo estrada -

 

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Galeria: Toyota Corolla Cross 2022 (teste BR)

Foto de: Redação
Envie seu flagra! flagra@motor1.com