Picape atualizada vai além do visual com nova transmissão e equipamentos de segurança

Picapes tendem a ser bichos cada vez mais comuns no mundo do automóvel. Por conta disso, mesmo os modelos mais "trilheiros" como a Mitsubishi L200 estão ganhando estilo e sofisticação para acompanhar o ritmo dos carros de passeio. É o caso principalmente da versão Triton Sport HPE-S, variante topo de linha da picape japonesa que testamos neste vídeo.  

Considerada um ícone de design em sua quarta geração, no modelo Triton de 2008, a L200 havia ficado um tanto "apagada" na mais recente linhagem, com uma dianteira que destoava do restante da nova gama da marca, encabeçada pelo Eclipse Cross. 

L200 Triton Sport 2021

Agora a picape adotou a atual filosofia de estilo da marca, chamada de Dynamic Shield, na qual se destaca a dianteira com duas barras em C cromadas e a grade com dois filetes em prata, além dos faróis estreitos - que nesta versão ganham destaque extra pela iluminação em LEDs (menos nas luzes de neblina, uma mancada da Mit). Na lateral se destacam as rodas aro 18", com desenho exclusivo para esta HPE-S, enquanto na traseira chamam a atenção as lanternas com assinatura noturna em LEDs.

Já na caçamba, a Mitsubishi adotou um prático revestimento áspero que substitui o protetor plástico colocado como acessório. Tamanho e capacidade são os mesmos de antes: 1.046 litros e carga útil de 1 tonelada. Ainda não foi desta vez, porém, que tampa ganhou amortecimento, um conforto que começa a aparecer nas rivais.

L200 Triton Sport 2021

Internamente, a nova L200 destaca-se pelo volante de 4 raios e pelas grandes borboletas na coluna de direção para as trocas de marcha, que fazem lembrar do Lancer Evolution. Mas o sedã esportivo é só uma referência, porque o motor segue o mesmo 2.4 turbodiesel de 190 cv e 43,9 kgfm de torque. 

O que muda é o câmbio, agora uma caixa de 6 marchas com as primeiras encurtadas em 12%, enquanto a 6ª mais longa que na antiga transmissão de 5 marchas permitiu redução do giro do motor em velocidades de cruzeiro (reduzindo o ruído na cabine). A marca também mexeu na suspensão para deixar a picape um pouco mais suave no trato com pisos ruins.  

L200 Triton Sport 2021
L200 Triton Sport 2021

Embora mais refinado que antes, o interior continua simples se comparado até mesmo aos SUVs da própria Mitsubishi. Exemplos? Apenas o botão do vidro do motorista é iluminado, e também falta iluminação no porta-trecos à frente do câmbio. O painel segue com instrumentos analógicos, mas agora com uma tela colorida no centro para as informações do computador de bordo. A multimídia é da JBL com tela de 7", conexão Android Auto e Apple Carplay e GPS nativo.

A principal novidade da L200 "facelift" fica por conta dos itens de comodidade e segurança, como sensor de estacionamento dianteiro, monitor de ponto cego, sistema de prevenção de aceleração involuntária, frenagem automática de emergência, alerta de saída de faixa, alerta de tráfego cruzado, chave presencial e farol alto automático - itens exclusivos desta versão HPE-S. Outro item que merece menção é o sistema de ar-condicionado traseiro, com saídas do teto que ajudam a refrigerar toda a cabine rapidamente. 

Mais confortável, mas não mais rápida

Apesar do novo câmbio, a L200 2021 mostrou desempenho muito semelhante nos testes instrumentados, com aceleração até um pouco mais lenta (0 a 100 km/h em 11,5 s contra 11,0 s da anterior) e retomadas marginalmente melhores. Ela fica na média da categoria em termos de performance, mas não está no time da frente. Por outro lado, a transmissão de 6 marchas deixou as trocas mais suaves (reduziu o degrau entre elas) e melhorou um pouco o consumo na estrada, com média de 12,1 km/litro de diesel. 

Já o conforto da nova calibragem de suspensão é percebido principalmente na cidade, em obstáculos menores, onde a L200 agora passa mais suave e com menos chacoalhadas. Em conjunto com a direção hidráulica, transmite segurança em velocidades de estrada, mas ainda pede atenção nas frenagens, pois afunda bastante a dianteira. No dia a dia, o monitor de ponto cego, a frenagem automática de emergência e o alerta de tráfego cruzado são muito uteis para lidar com uma picape de 5,30 metros. Faltou apenas o piloto automático adaptativo, que a rival Ford Ranger já oferece há algum tempo.

L200 Triton Sport 2021

A L200 Triton Sport segue com um interessante sistema de tração 4x4 que pode ser usado no asfalto - útil em condições de chuva, por exemplo. Há também a opção de 4x4 com bloqueio do diferencial central (50% da tração para cada eixo) e bloqueio com reduzida (que a torna praticamente um trator), além do bloqueio do diferencial traseiro (25% da força para cada roda). Novidade fica por conta dos modos de seleção de terreno desta versão HPE-S (terra, lama e pedra), que adapta motor, câmbio e tração para a condição escolhida.

Na terra, nosso caminho de obstáculos foi como um passeio no parque para a Triton Sport. Com a reduzida acionada e os 220 mm de altura livre do solo, encarou subidas e descidas exigentes sem nenhum tipo de dificuldade. E mesmo o ângulo de saída baixo, de 23 graus, foi suficiente para não raspar o para-choque traseiro nas rampas. Na frente, os 32 graus de ângulo de ataque permitem superar sem problemas a maioria das subidas sem bater o bico. Já se a ideia for atravessar alagados, ela aguenta até 600 mm de água sem snorkel. 

Mitsubishi L200 Triton Sport 2021
L200 Triton Sport 2021

Com visual atualizado e os novos itens de tecnologia, o principal "obstáculo" que pode barrar o avanço da L200 no mercado é o preço. Tabelada a R$ 245.990, esta HPE-S é uma das mais caras do segmento, reforçando a briga com a também "salgada" Toyota Hilux (que chega a R$ 250.690 na versão SRX). Nós estávamos à espera de fazer um comparativo entre as duas, mas a Toyota ainda não disponibilizou a picape renovada para testes. Melhor para a Mitsubishi, que por enquanto venceu por WO... 

Fotos: autor e divulgação

FICHA TÉCNICA: Mitsubishi L200 Triton Sport 2021

MOTOR dianteiro, longitudinal, quatro cilindros, 16 válvulas, 2.442 cm3, duplo comando de válvulas variável na admissão e escape, injeção direta, turbo, diesel
POTÊNCIA/TORQUE

190 cv a 3.500 rpm; Torque: 43,9 kgfm a 2.500 rpm

TRANSMISSÃO câmbio automático de 6 marchas, tração 4x2 (traseira), 4x4, 4x4 com bloqueio e 4x4 reduzida
SUSPENSÃO independente com braços sobrepostos na dianteira e eixo rígido com feixe de molas na traseira
RODAS E PNEUS alumínio aro 18" com pneus 265/60 R18
FREIOS discos ventilados na dianteira e tambores na traseira, com ABS e ESP
PESO 1.950 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento 5.300 mm, largura 1.820 mm, altura 1.795 mm, entre-eixos 3.000 mm; altura livre do solo 220 mm; travessia de água 600 mm
CAPACIDADES tanque 76 litros; caçamba 1.046 litros; carga útil 1.000 kg
PREÇO  R$ 245.990
MEDIÇÕES MOTOR1 BR
    L200 Triton Sport
  Aceleração  
  0 a 60 km/h 4,7 s
  0 a 80 km/h 7,6 s
  0 a 100 km/h 11,5 s
  Retomada  
  40 a 100 km/h em D 8,9 s
  80 a 120 km/h em D 8,5 s
  Frenagem  
  100 km/h a 0 43,5 m
  80 km/h a 0 27,1 m
  60 km/h a 0 15,0 m
  Consumo  
  Ciclo cidade 9,3 km/l 
  Ciclo estrada 12,1 km/l

 

Galeria: Mitsubishi L200 Triton Sport 2021