Com o fim do Ford, eles se destacam dentro das poucas opções de carros 0 km com preço abaixo de R$ 60 mil

O encerramento da produção da Ford no Brasil ceifou a carreira de um dos "populares" mais vendidos do mercado nacional. Mesmo após sua última mudança, quando tentou subir de nível com um novo motor 1.5 e câmbio automático, o Ka continuou a ter suas vendas bastante concentradas nas versões 1.0.

Agora com essa lacuna aberta, as marcas rivais têm uma oportunidade de crescer no segmento. E as opções mais próximas do Ka em termos de porte, motorização e, especialmente, preço são essas duas: Fiat Argo 1.0, sem um nome específico da versão, e Hyundai HB20 1.0 Sense, carros que fazem parte da cada vez mais rara categoria de 0 km abaixo de R$ 60 mil. Qual deles tem mais chance de conquistar os clientes do Ford que saiu de linha? É isso que veremos neste comparativo "básico". 

Espaço e praticidade

A vida não é simples para um hatch compacto. Mesmo que a verdadeira proposta familiar esteja com os seus sedãs derivados (no caso, HB20S e Cronos), eles precisam acomodar ao menos 4 pessoas com certa dose de conforto - mais as malas. Por isso também que os membros deste segmento cresceram tanto nos últimos anos. 

Comparativo: Fiat Argo 1.0 vs. Hyundai HB20 Sense

O Fiat Argo é um bom exemplo. Enquanto o Palio em sua última geração tinha 3.875 mm de comprimento, o Argo já chegou com 3.998 mm. Comparado com o HB20, que cresceu 20 mm nessa nova geração, ele é quase 6 cm maior em comprimento e, apesar de ter entreeixos menor (2.521 mm vs. 2.530 mm), acomoda melhor os ocupantes, principalmente os do banco traseiro. As pernas ficam mais folgadas, além de haver mais espaço para os ombros. Apesar da largura com apenas 4 mm de diferença, o HB20 fica mais estreito na parte superior da carroceria, o que reduz o espaço para os ombros. 

Comparativo: Fiat Argo 1.0 vs. Hyundai HB20 Sense
Comparativo: Fiat Argo 1.0 vs. Hyundai HB20 Sense

Para os ocupantes da frente, o Argo oferece menos espaço para as pernas do motorista por conta da "invasão" dos acabamentos da porta e do console central. Além disso, o HB20 tem a regulagem de altura do banco, mas o Fiat dá o troco com a regulagem de altura da coluna de direção. Na hora de acomodar os pertences, o Hyundai conta com mais porta-trecos, incluindo um bastante útil entre os bancos dianteiros, ao lado da alavanca do freio de estacionamento.

Comparativo: Fiat Argo 1.0 vs. Hyundai HB20 Sense
Comparativo: Fiat Argo 1.0 vs. Hyundai HB20 Sense

No porta-malas, ambos dispõe de 300 litros e dimensões parecidas. Mas, como se trata de uma competição por detalhes, apenas o Hyundai traz iluminação do compartimento nesta versão. Nada, porém, que seja suficiente para apagar a vantagem do Argo neste quesito. 

Vantagem: Fiat Argo

Acabamento e equipamentos

Por serem versões de entrada, a lista de equipamentos é bem enxuta. Os sinais já aparecem nas rodas de ferro de 14" com calotas e a ausência de pintura nas maçanetas e capas de retrovisores. Em comum, ambos trazem ar-condicionado, direção elétrica, vidros dianteiros elétricos, travas elétricas e o que é obrigatório por lei (airbags frontais, freios ABS, Isofix no banco traseiro e encosto de cabeça e cinto de segurança em todos os lugares).

Comparativo: Fiat Argo 1.0 vs. Hyundai HB20 Sense
Comparativo: Fiat Argo 1.0 vs. Hyundai HB20 Sense

Mais uma vez na briga dos detalhes, o Argo tem a chave canivete com abertura/fechamento por controle remoto, enquanto o HB20 ainda usa uma chave simples, de inserir na porta, nesta versão. E só o Fiat tem o recurso "um toque" para abertura e fechamento dos vidros, além do ESS (que ativa o pisca-alerta em frenagens de emergência), enquanto o HB20 responde com sistema de som com USB e Blutooth. 

A versão Sense do HB20 pode receber um pacote de R$ 1.000 que adiciona os controles de tração e estabilidade, o ESS, o assistente de partida em rampas e os airbags laterais - e ainda assim ele se mantém mais barato que o Argo. O Fiat tem como opcional de R$ 1.070 um pacote que adiciona o limpador, lavador e desembaçador traseiro e a preparação para som - itens já presentes no HB20 desde o pacote básico. 

Comparativo: Fiat Argo 1.0 vs. Hyundai HB20 Sense

Em termos de acabamento, nenhum dos dois vai muito além do plástico rígido. Tentam compensar com um tecido nas portas, mas nada que vá surpreender o comprador. O Argo causa melhor impressão pelo design, com painel de linhas "italianas", 3 saídas de ar centrais e até mesmo o quadro de instrumentos com tela de resolução melhor. Em qualidade de materiais, eles são semelhantes, assim como no nível de encaixes e montagem.

Por conta do Hyundai HB20 ser mais bem equipado (e oferecer os ESP como opcional "barato") e o Argo vencer pelo interior mais caprichado, neste quesito temos um empate. 

Vantagem: Empate

Ao volante

O Hyundai HB20 foi um dos primeiros a ter um motor 1.0 de 3 cilindros em nosso mercado. Chamado de Kappa, teve como única mudança em todos estes anos a adoção da partida a frio sem o tanque auxiliar, com esta nova geração. Mesmo assim, é um motor com bom rendimento, com até 80 cv de potência e 10,2 kgfm de torque em um pico de 4.500 rpm. 

Comparativo: Fiat Argo 1.0 vs. Hyundai HB20 Sense
Comparativo: Fiat Argo 1.0 vs. Hyundai HB20 Sense

Já o Firefly 1.0 da Fiat apresenta uma particularidade. O cabeçote tem comando único para admissão e escape, além de 2 válvulas por cilindro, ante as 4 que encontramos na maioria dos motores da categoria. Isso pode explicar a potência menor, com até 77 cv, mas compensa no torque maior (até 10,9 kgfm) e em rotações mais baixas, com o pico já em 3.250 rpm. Isso explicado, fica mais fácil entender a diferença de comportamento entre eles. 

Mais "acordado" em baixas rotações, o Argo até passa a sensação que tem mais força que o HB20 em ciclo urbano. Mais disposto, pede trocas de marchas (tem um indicador de troca no painel) mais cedo e exige menos reduções nas retomadas. Mesmo mais pesado (1.077 kg vs. 989 kg), o hatch da Fiat foi um pouco mais econômico que o HB20 na cidade (9 vs. 8,6 km/litro), diferença que praticamente se manteve na estrada (13,2 vs. 12,6 km/litro). O câmbio com escalonamento curto ajuda, mas os engates seguem longos demais e com funcionamento mais ruidoso que os do Hyundai. 

Comparativo: Fiat Argo 1.0 vs. Hyundai HB20 Sense

O HB20 é mais esperto para quem vai pegar estrada. É mais elástico e até gosta das rotações mais altas. A potência extra fez a diferença na hora das medições na pista de testes, onde o hatch de Piracicaba (SP) levou a melhor - inclusive nas frenagens, além de ser o único com discos ventilados na dianteira. Ambos não contam com uma sexta marcha (vantagem do Onix), que seria fundamental para um câmbio com escalonamento curto como o deles, porém o Hyundai leva a melhor no isolamento da cabine, não só em ruídos como também em relação à vibração característica dos tricilíndricos. Ele parece mais isolado do mundo exterior. 

O acerto de suspensão e direção de Argo e HB20 também apresenta suas particularidades. Enquanto o Fiat tem um conjunto mais voltado ao conforto, que absorve mais os impactos, e uma direção elétrica mais leve nas manobras (porém responsiva em velocidades mais altas), o HB20 é mais firme e até tenta compensar isso com os pneus de perfil pouco mais alto. Os ocupantes sentem um pouco mais o que passa pelo asfalto, mas longe de ser desconfortável ou dar fim de curso dos amortecedores como na geração passada. No limite da dinâmica, o HB20 permite ser mais explorado.

Comparativo: Fiat Argo 1.0 vs. Hyundai HB20 Sense

Reflexo disso aparece até na posição de dirigir. Com a regulagem de altura do banco, o Hyundai fica mais baixo e até os freios têm uma sensibilidade mais apurada. Pra quem busca um pouco de diversão mesmo em um 1.0, ele vai melhor. Porém, no geral e analisando o que deseja o comprador típico dos compactos urbanos, o Argo leva a melhor por ser mais esperto na cidade, mais confortável e mais econômico. 

Vantagem: Fiat Argo

Compra e manutenção

Não há como falar que hatches 1.0 com preços começando acima de R$ 50 mil são baratos. Porém, é o que o mercado anda mostrando cada vez mais. Analisando os valores de revisões, temos a seguinte tabela:

  FIAT ARGO HYUNDAI HB20
1ª revisão R$ 260,00 R$ 207,62
2ª revisão R$ 516,00 R$ 470,10
3ª revisão R$ 440,00 R$ 467,22
4ª revisão R$1.088,00 R$ 618,13
5ª revisão R$ 460,00 R$ 438,37
Garantia 3 anos 5 anos

O Hyundai tem a vantagem dos 5 anos de garantia, ante os 3 anos do Fiat. Com revisões em ambos os casos a cada 10.000 km ou 1 ano, o Hyundai leva a melhor em dois cenários, seja para acompanhar os 5 anos da garantia (somando 5 revisões) ou acompanhando os 3 anos do Argo (com apenas 3). 

Na hora da compra do carro, o Hyundai também é mais amigo do bolso. A versão Sense custa R$ 52.290, ante os R$ 55.490 do Argo 1.0. Com o pacote de ESP e 4 airbags, vai aos R$ 53.290, ante os R$ 56.560 do Argo com o pacote de limpador e lavador traseiro e preparação para som. 

Vantagem: Hyundai HB20 

Conclusão

Comparativo: Fiat Argo 1.0 vs. Hyundai HB20 Sense

As versões de entrada de Argo e HB20 travaram uma briga decidida nos detalhes. Em nenhum quesito um ou outro se destacou de forma tão significante, cada um com sua qualidade ou seu ponto a observar. Ambos são escolhas interessantes para os órfãos do Ka, com vantagens sobre o Ford nos dois casos. 

No geral, porém, o Fiat Argo 1.0 atende melhor ao público que busca um hatch 1.0. Mais confortável, mais espaçoso e mais econômico que o HB20 Sense, ele só fica devendo mais equipamentos e ao menos um pacote opcional com os controles de tração e estabilidade. 

Fotos: Leo Fortunatti/Motor1.com

Fichas técnicas

  Fiat Argo 1.0 Hyundai HB20 Sense
MOTOR dianteiro, transversal, três cilindros, 6 válvulas, 999 cm3, comando simples variável, flex dianteiro, transversal, três cilindros, 12 válvulas, 998 cm3, comando duplo com variador na admissão, flex
POTÊNCIA/TORQUE 72/77 cv a 6.250 rpm 10,4/10,9 kgfm a 3.250 rpm 75/80 cv a 6.000; 9,4/10,2 kgfm a 4.500 rpm
TRANSMISSÃO manual de 5 marchas; tração dianteira manual de 5 marchas; tração dianteira
SUSPENSÃO

independente McPherson dianteira e eixo de torção na traseira

independente McPherson dianteira e eixo de torção na traseira
RODAS E PNEUS  aço aro 14" com pneus 175/65 R14 aço aro 14" com pneus 175/70 R14
FREIOS discos sólidos na dianteira e tambor na traseira com ABS e EBD discos ventilados na dianteira e tambor na traseira com ABS e EBD
PESO 1.077 kg em ordem de marcha 989 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento 3.998 mm, largura 1.724 mm, altura 1.503 mm, entre-eixos 2.521 mm comprimento 3.940 mm, largura 1.720 mm, altura 1.470 mm, entre-eixos 2.530 mm
CAPACIDADES tanque 48 litros, porta-malas 300 litros tanque 50 litros; porta-malas 300 litros
PREÇO

R$ 55.490 (R$ 56.560 como testado)

R$ 52.290 (R$ 53.290 como testado)
MEDIÇÕES MOTOR1 BR (etanol)
    Fiat Argo 1.0 Hyundai HB20 1.0
Aceleração    
  0 a 60 km/h

6,3 s

5,7 s 
  0 a 80 km/h 10,7 s

9,6 s 

  0 a 100 km/h 15,9 s 14,1 s 
Retomada    
  40 a 100 km/h em 3ª 13,8 s 12,2 s
  80 a 120 km/h em 4ª 15,8 s 13,6 s
Frenagem     
  100 km/h a 0 43,9 m 42,5 m 
  80 km/h a 0 27,5 m 26,2 m 
  60 km/h a 0

15,4 m 

14,5 m 
Consumo    
  Ciclo cidade 9,0 km/l 8,6 km/l
  Ciclo estrada 13,2 km/l

12,6 km/l 

Ouça nosso podcast:

 

Galeria: Comparativo: Fiat Argo 1.0 vs. Hyundai HB20 Sense