Quinta geração aposta alto em tecnologias, mas só tem motor aspirado

Você pode não saber, mas o Subaru Forester já está em sua quinta geração e todas foram vendidas no Brasil. Lançado em 1997, surgiu antes mesmo da onda crescente de SUVs, sempre se destacando pelo uso do motor boxer (turbo e aspirado) e sistema de tração integral - muitos o chamavam de "Impreza alto". 

Mas as coisas mudaram. Para atender a um público mais preocupado com segurança e tecnologia do que em acelerar, o Forester deixa de lado o motor 2.5 turbo em troca de diversos sistemas de assistência de condução, além do acabamento mais refinado e espaço interno ampliado. Tivemos a oportunidade de dar uma volta rápida no modelo em uma área fechada da importadora Caoa, em São Paulo (SP).

O que é?

Apesar do visual ainda lembrar bastante a quarta geração, o novo Forester mudou bastante na parte de baixo. A plataforma é nova, a SGP (Subaru Global Platform), e isso também deu a ele 30 mm a mais de entre-eixos e comprimento, 20 mm a mais de largura e tirou 5 mm de altura da carroceria, mas sem estragar os números para o fora-de-estrada. São 220 mm de altura livre do solo, 20,2 graus ângulo de entrada, 25,8º de saída e 21,5º de rampa. 

Subaru Forester 2020

Se você era um dos amantes do Forester XT, com o motor 2.0 boxer turbo de 240 cv e 35,7 kgfm de torque, vai ficar chateado. Agora o SUV vem apenas com o motor 2.0 aspirado, com injeção direta de gasolina, que rende 156 cv e 20 kgfm de torque ligado ao câmbio CVT com simulação de 7 marchas e sistema de tração integral - mesmo conjunto do crossover XV.

Mas o grande avanço aparece no pacote tecnológico do Forester 2020. Chamado de Eye Sight, o sistema já foi lançado no XV e é composto por duas câmeras estéreo no para-brisa dianteiro para monitorar o ambiente. Dali, ele pode controlar o piloto automático adaptativo, aviso de colisão com frenagem automática, assistente de faixa, gerenciamento de aceleração involuntária (quando o motorista engata o D no lugar da ré, o sistema evita que ele avance), aviso de mudança de faixa e de zigue zague, e aviso de partida do carro da frente. 

Como anda?

Tivemos uma curta e rápida experiência com o Subaru Forester 2020. A marca produziu um roteiro mais para mostrar os sistemas do que o desempenho do carro. Apesar de menos potente, o novo 2.0 boxer é 12 kg mais leve (assim como o câmbio, 7,8 kg mais leve). É pouca potência para seu peso (156 cv para 1.586 kg), mas o câmbio CVT ajuda a compensar. 

Um dos exercício mostrava o sistema de tração integral com o X Mode, um seletor de modos da tração (Snow/Dirt, MUD) que atua na distribuição da força entre as rodas, na ação do acelerador e do câmbio, desde mais suave até mais agressivo. Mesmo em situações de piso escorregadio, a tração 4x4 toma o controle do carro rapidamente, antes da intervenção do ESP. 

Subaru Forester 2020

O mesmo aconteceu com os sistemas de segurança, que incluem parada automática em frenagem de emergência inclusive para pedestres, aviso de tráfego traseiro em marcha ré e um sistema que permite deixar a chave do carro em casa (ou algum outro lugar) e ter acesso por um código pré-programado. 

Por dentro, o Forester ficou mais confortável e espaçoso, com porta-malas de 520 litros (15 a mais que o anterior) e mais espaço para as pernas, principalmente dos ocupantes traseiros, que ainda contam com uma porta com abertura de quase 90º para facilitar o embarque e desembarque. 

Quanto custa

O Forester será vendido em apenas uma versão, com preço de R$ 159.990 (ou R$ 169.990 com o Eye Sight). A lista de equipamentos inclui sistema de som da Harman/Kardon, sistema multimídia com Apple CarPlay e Android Auto, X Mode, vetorizador de torque, assistente de partida e descida de rampas, rodas de 18", faróis fullLED direcionais, detector de ponto cego e seis airbags.

Apesar de atraente pelo pacote de equipamentos e sistema de tração integral, o Forester conta com poucas concessionárias Subaru no país (7 no total, com 3 em São Paulo, uma em Campinas, uma em Porto Alegre, uma no Rio de Janeiro e uma em Brasilia) e 19 oficinas credenciadas. 

Fotos: divulgação e autor/Motor1.com

Ficha Técnica - Subaru Forester 2020

MOTOR dianteiro, longitudinal, 4 cilindros opostos (boxer), 16 válvulas, 1.995 cm³, duplo comando em cada cabeçote com variador na admissão e escape, injeção direta, gasolina
POTÊNCIA/TORQUE

156 cv a 6.000 rpm / 20,0 kgfm a 4.000 rpm

TRANSMISSÃO câmbio automático CVT com simulação de 7 marchas, tração integral
SUSPENSÃO independente McPherson na dianteira e braços oscilantes na traseira
RODAS E PNEUS liga leve de 18" com pneus 225/55 R18
FREIOS discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira com ABS e EDB
PESO 1.586 kg em ordem de marcha
DIMENSÕES comprimento 4.625 mm, largura 1.815 mm, altura 1.730 mm, entre-eixos 2.670 mm
CAPACIDADES tanque 63 litros; porta-malas 520 litros
PREÇO  R$ 169.990 (com o Eye Sight)