Primeiras Impressões Nissan Leaf 2018 - Admirável mundo novo

Não adianta lutar contra: carros elétricos e autônomos vão dominar o mundo - e em menos tempo do que você imagina. Então é melhor nos acostumarmos com o futuro, ainda que nós, entusiastas, tenhamos certo receio destes automóveis que não fazem barulho e são (quase) capazes de dispensar o motorista. Pois a Nissan surpreendeu ao anunciar, durante o Salão de Tóquio, que o novo Leaf será vendido no Brasil em 2019. A segunda geração do carro elétrico mais emplacado do mundo chega com maior autonomia, mais potência, mais bonito e com uma série de itens de tecnologia, incluindo condução semi-autônoma. Fomos até o campo de provas da Nissan em Oppama, no Japão, para acelerar a novidade em primeira mão. 

Avaliação Nissan Leaf no Japão

O que é?

O Leaf nasceu em 2009 como aposta da Nissan para o até então quase inexplorado mercado de carros elétricos. Mesmo tendo design exótico e autonomia de apenas 160 km, o modelo conquistou nada menos que 280 mil clientes nestes oito anos de vida. Agora a segunda geração aposta num estilo mais consensual e teve a autonomia ampliada para 400 km (legislação japonesa), ainda que as baterias ocupem exatamente o espaço das anteriores. A recarga leva 8 horas (220 V) ou 16 horas (110 V), com opção de recarga rápida (80%) em 40 minutos. A plataforma do Leaf é exclusiva dele, mas, segundo a Nissan, pode gerar "filhotes" futuramente.

Avaliação Nissan Leaf no Japão

A questão do design não ser mais "chocante" como antes tem a ver com o fato de que agora o carro elétrico já não precisa chamar a atenção, explica o engenheiro...