Honda e Toyota surpreenderam o mercado brasileiro ao confirmar dois modelos com muito em comum. Honda Civic Type R e Toyota Corolla Hatch GR são hatches médios esportivos (de verdade) que ganharão o mercado brasileiro oficialmente em uma faixa de nicho, mas bem disposta a gastar dinheiro para ter um deles na garagem.

Outras marcas poderiam seguir o mesmo caminho? Globalmente, não são muitas que oferecem um hatch médio esportivo, mas há. Separamos opções de marcas que operam no Brasil, inclusive com alguns nomes bastante conhecidos. Assinados pelas divisões esportivas de cada uma, seriam opções para entrar na briga com Honda e Toyota, ou ao menos colocar algo divertido nas lojas. Quem sabe alguém se anima...

Ford Focus ST - 280 cv

Ford Focus ST

Apesar de ser uma marca com foco em SUVs e picapes em mercados como o brasileiro, a Europa ainda possui hatches (e até peruas!) da Ford. O Focus segue vivo e sua versão mais esportiva é a ST - o RS não existirá nessa nova geração pelas rigorosas normas de emissões locais, apesar do boato se ele ser um híbrido chegar a ser ventilado no passado. 

O Ford Focus ST usa o motor 2.3 turbo, o EcoBoost. São 280 cv e 42,8 kgfm de torque enviados para as rodas dianteiras com a ajuda de um câmbio manual de 6 marchas - como opcional, o dupla embreagem de 7 marchas. Além de suspensão ajustada e rodas de 19", o Focus ST tem assinatura própria no interior e exterior, dentro da proposta esportiva. 

Hyundai i30 N - 250/280 cv

Hyundai i30 N

A Hyundai criou a N como sua divisão esportiva. E o i30, um nome ausente do mercado brasileiro desde a terceira geração do hatch, tem seu esportivo. O Hyundai i30 N usa um motor 2.0 turbo de 250 cv e 36 kgfm de torque, que podem chegar aos 280 cv e 40 kgfm com o Performance Package. 

De série, o câmbio é manual de 6 marchas. Como opcional, recebe um dupla embreagem de 8 marchas, ambos com tração apenas dianteira. Também pago a parte, o i30 N recebe junto com o Performance Package rodas e bancos mais leves, além de pneus especiais, assim como freios com discos maiores. 

Renault Mégane R.S. - 300 cv

Renault Mégane R.S.

Um que está ameaçado pela eletrificação, mas segue vivo, é o Renault Mégane R.S., um dos nomes mais expressivos entre os esportivos. O hatchback usa um motor 1.8 turbo com 300 cv e 42,8 kgfm de torque quando ligado ao câmbio de dupla embreagem de 6 marchas - quando manual de 6 marchas, o torque é de 40,8 kgfm.

Em uma carroceria larga, o Mégane R.S. tem um visual exclusivo, com rodas de 19", sistema de escape valvulado, freios de 355 mm na dianteira. Por dentro, pode receber opcionalmente os bancos Recaro e diversos itens de tecnologia de condução. 

Volkswagen Golf R - 320 cv

Volkswagen Golf R

Já tivemos o Golf GTI no Brasil, inclusive produzido por aqui em duas gerações. Então vamos falar do máximo disponível hoje no exterior, o Golf R. A oitava geração do hatchback usa o motor 2.0 turbo com 320 cv e 38,7 kgfm (com câmbio manual de 6 marchas) ou 40,8 kgfm com o duplo embreagem de 7 marchas. A tração é integral, um de seus principais diferenciais para o GTI.

O VW Golf R na oitava geração tem um visual que se destaca pelas quatro saídas de escape na traseira, mas não chega a se diferenciar tanto das demais versões como acontece, por exemplo, no Renault Mégane ou no Hyundai i30 N. 

 

Envie seu flagra! flagra@motor1.com