Superesportivo traz motor 4.0 boxer aspirado de 510 cv e câmbio manual de 6 marchas

Apresentado ao mundo em fevereiro, a sétima geração do Porsche 911 GT3 evoluiu bastante na geração 992. Agora é a vez do 911 GT3 Touring fazer sua estreia separadamente com sua carroceria sem o tradicional aerofólio traseiro, o que agrada quem procura um estilo mais luxuoso e discreto para o 911, mas sem perder as qualidades voltadas à pista da versão GT3.

Basicamente, o 911 GT3 Touring é praticamente igual ao 911 GT3, a não ser pelas diferenças visuais que o deixam um tanto mais requintado. O para-choque é igual, mas tem o acabamento preto das entradas de ar pintado na mesma cor da carroceria, enquanto que os vidros laterais recebem frisos prateados (mesma tonalidade da saída de escapamento central) feitos de alumínio anodizado de alto brilho – no GT3 “padrão” o acabamento é preto. As rodas de 21 e 20 polegadas são as mesmas.

Galeria: Porsche 911 GT3 Touring 2022

E como já adiantamos lá no início do texto, o GT3 Touring tem como principal característica a ausência do aerofólio traseiro do tipo “pescoço de ganso”. No lugar, ele usa um aerofólio retrátil para garantir a pressão aerodinâmica (downforce) em altas velocidades, trazendo ainda o nome GT3 Touring na grade da tampa traseira do motor. Vale lembrar que, caso o felizardo cliente queira, os elementos prateados da carroceria podem ser trocados opcionalmente por um tom preto brilhante acetinado.

Exterior de turismo Porsche 911 GT3 2022

Quando pulamos para dentro, a versão mais luxuosa do GT3 se diferencia pelo revestimento em couro preto e o relevo especial na superfície encontrado na frente do painel e nas seções laterais superiores dos painéis de acabamento das portas. Os bancos esportivos com fibra de carbono exposta continuam presentes, mas trocam o logo GT3 nos encostos de cabeça pelo logo em baixo relevo da Porsche, enquanto os cintos de segurança são pretos (mais discretos que as tonalidades coloridas replicadas da carroceria do GT3). Há ainda a presença de alumínio preto escovado nas guarnições das portas, no painel e no console central.

E o motor?

Debaixo do capô o 911 GT3 Touring segue com o mesmo motor do 911 GT3 normal, um seis cilindros 4.0 boxer naturalmente aspirado, que rende 510 cv e 47,9 kgfm de torque e que vem de série com um câmbio manual de 6 marchas (melhor que isso, só dois disso). Pela primeira vez, a versão GT3 Touring pode ser equipada também com a transmissão automatizada de dupla embreagem PDK de 7 velocidades, essa disponível como opcional sem qualquer custo extra.

Com peso de 1.418 kg na versão manual e 1.435 kg na configuração com caixa automatizada PDK, o 911 Touring não teve os números de aceleração de 0 a 100 km/h e de velocidade máxima divulgados. No entanto, é de se imaginar que fique próximo da performance do “irmão” GT3, que vai de a 0 a 100 km/h em 3,3 segundos e atinge 318 km/h de máxima com câmbio PDK, enquanto o manual cumpre as mesmas provas em 3,9 segundos e 320 km/h, respectivamente.

Entres os equipamentos, a marca alemã dispõe de amplas configurações e pacotes opcionais, assim como faz com o GT3 normal. O superesportivo pode receber freios de carbono cerâmica, sistema de elevação do eixo dianteiro (útil para lombadas e entradas de garagem), diversos sistema de assistência ao motorista, sistema de som de alta definição, faróis de LED com comutador automático dinâmico, entre outros.

Quando chega?

O novo 911 GT3 Touring estará à venda nos Estados Unidos ainda em 2022 com preço inicial de US$ 161.000 (R$ 806.239 em conversão direta), valor quase idêntico ao GT3 padrão, que sai por US$ 161.100 (R$ 806.740) na linha 2022. No Brasil, a Porsche confirma que o novo 911 GT3 Touring deve desembarcar no segundo semestre deste ano, com preço ainda em definição (o 911 GT3 chegou em março por R$ 1.099.000).

Ouça o podcast do Motor1.com:

 

Siga o Motor1.com Brasil no Facebook

Siga o Motor1.com Brasil no Instagram

Envie seu flagra! flagra@motor1.com