Captur vai ganhar motor turbo, enquanto Zoe vem com maior autonomia e Kwid passará à "fase 2"

A Renault começa a trabalhar em seu novo plano de reestruturação chamado "Renaulution", que prevê uma mudança com foco em valor em vez de volume. Em outras palavras, a marca vai investir em produtos mais refinados e equipados, para lucrar mais. No Brasil, este movimento começará a ser visto já a partir de junho com o Captur reestilizado, que terá importantes para se destacar do Duster e representar a Renault com mais competitividade no segmento. 

 

Captur reestilizado

Renault lançamentos 2021

Depois que o Duster mudou de geração, no ano passado, o Captur ficou sem atrativos além do visual para justificar o preço acima do irmão de plataforma. Mas isso vai mudar em junho próximo, quando a Renault lança a versão atualizada do Captur. E não será apenas uma atualização visual, pois vai incluir também mecânica e acabamento. 

O estilo é o ponto forte do SUV, então a reforma vai apenas dar um ar renovado para a dianteira, com grade redesenhada e os faróis com um novo desenho interno, além de luzes em LED. Nas laterais, temos rodas de liga com desenho inédito e, na traseira, as lanternas também ganharam novo acabamento interno e iluminação por LEDs. 

Internamente, a Renault vai aplicar alguns elementos já vistos no Duster, como o novo volante da Renault e a central multimídia Easy Link de 8", além de materiais macios ao toque em algumas partes do acabamento, para se distanciar do irmão mais barato. Vai receber também coluna de direção ajustável em altura e profundidade e novos revestimentos para os bancos. 

Galeria: Renault Captur 2021 (Rússia)

Sob o capô, o motor 1.3 turbo desenvolvido em parceria com a Mercedes-Benz equipará pela primeira vez um Renault no Brasil. Será flex e deverá render cerca de 150 cv e 25,5 kgfm, vindo sempre ligado ao câmbio automático do tipo CVT. A versão 1.6 aspirada, de 120 cv, será mantida como opção de entrada, também com câmbio CVT - a manual deve ficar restrita ao Duster. Em ambas, a pesada direção eletro-hidráulica dará lugar a um sistema 100% elétrico, para maior conforto. 

Por fim, o Captur deverá ainda ter a suspensão recalibrada e receber novos equipamentos, tais como câmera 360 graus para manobras, monitor de ponto cego e novas portas USB para os passageiros do banco traseiro. Preços ficarão entre R$ 100 mil e R$ 130 mil, pelo que ouvimos de fontes ligadas à fabricante.   

 

Novo Zoe

green-ncap-zoe-kona

Flagrado em testes no Brasil desde o final do ano passado, o novo Zoe deve chegar em breve - a previsão é para março. Em termos visuais, o hatch elétrico se destaca pela dianteira com novos faróis em LED ligados ao logotipo da marca em tamanho maior. 

Mas a principal novidade fica por conta do conjunto mecânico. Agora com baterias de 52 kWh, ele tem 30% a mais de alcance em comparação às baterias de 41 kWh usadas anteriormente, chegando a 390 km de autonomia pelo padrão europeu WLTP (90 km a mais que o atual). Além disso, o motor elétrico ficou mais potente, gerando 136 cv e 24,9 kgfm de torque (contra 92 cv e 22,4 kgfm do anterior), o suficiente para levar o Zoe de 0 a 100 km/h em 10 segundos. 

Galeria: Renault Zoe 2020

A recarga também ficou mais rápida: num ponto rápido de 50 kWh é possível recuperar 90% da carga em 30 minutos. Em uso doméstico, são 9 horas e 25 minutos.

Outras mudanças do Zoe incluem um novo painel de instrumentos digital com tela de 10" e uma nova central multimídia vertical com tela de 9,3" e conexões Apple Carplay e Android Auto. Já a lista de equipamentos ficou mais completa como itens como assistente de estacionamento, reconhecimento de sinais de trânsito e um aplicativo que permite controlar algumas funções do carro pelo celular.  
 

Kwid reestilizado

Renault lançamentos 2021

Quase dois anos após ser apresentado na Índia, em outubro de 2019, o Kwid reestilizado será lançado no Brasil. Chamado internamente de "Kwid fase 2", o hatch passará por uma atualização visual e receberá novos equipamentos. Deve também alterar sua gama de versões, uma vez que o modelo de entrada Life (sem ar-condicionado ou direção assistida) já virou raridade nas lojas com os recentes aumentos de preço dos carros 0 km no Brasil. 

Por fora, o Kwid linha 2022 passará a ter o conjunto óptico divido em dois, com os faróis principais mais abaixo e uma linha mais fina em LED para iluminação diurna (DRL), no estilo da Fiat Toro. Muda também o para-choque frontal, com tomadas de ar maiores e o logotipo da Renault mais destacado. Novas calotas enfeitam a lateral, enquanto a traseira recebeu lanternas com novos elementos internos (em LED) e novo para-choque, ao menos no modelo indiano - a versão nacional ainda não foi vista em testes.

Galeria: Renault Kwid 2020 - Índia

Por dentro, o Kwid da Índia já tinha painel digital, mas agora ganhou uma tela maior e colorida que ocupa todo o cluster, enquanto a multimídia passou a ser a nova Media NAV Evolution com tela de 8". Também houve redesenho do console central. 

Nada mudou na parte mecânica, o que também deve ser mantido por aqui, para não aumentar os custos e, consequentemente, o preço do Kwid. O lançamento está previsto para o fim do ano. 

Fotos: divulgação  

 

Ouça nosso podcast