Marca apostará em materiais reciclados para o acabamento

A Mini está trabalhando em sua próxima geração de veículos, agora que apresentou a reestilização do carro atual. Embora ainda não tenha revelado muitos detalhes de como serão seus próximos automóveis, a fabricante já deixou claro que não irá mais usar acabamento de couro nos novos veículos.

"Nós não precisaremos mais de couro no futuro, porque não acreditamos que é sustentável" disse Oliver Heilmer, chefe de design da Mini, em entrevista à publicação britânica Autocar. "Estamos totalmente convencidos de que teremos produtos modernos e de alto valor sem usar couro." O executivo não disse o que será usado no lugar, mas há rumores de que a Mini estaria de olho em usar "couro vegano" da mesma forma que a Tesla.

Galeria: Mini Cooper 2022

Apesar de não ter dito qual material será usado no acabamento, Heilmer disse que quer continuar a usar bastante material reciclado em outras partes dos Mini. Hoje, o tecido dos bancos é feito inteiramente de material reciclado e o estofamento tem 70% de elementos reaproveitados.

Heilmer também deu alguns pequenos detalhes do que podemos esperar para a próxima geração dos Minis. Ele diz que o objetivo geral é que sejam menores e mais divertidos de dirigir. Isso significa que o desempenho terá um fator importante. "Eu pessoalmente acredito que ainda haverá uma conexão emocional que precisamos manter para nossos fãs hardcore, de forma a ter os produtos John Cooper Works como o ápice de que são puramente para o prazer ao dirigir", explica Heilmer.

Galeria: MINI Vision Urbanaut Concept

A Mini estaria cogitando transformar o hatchback em um modelo totalmente diferente do atual. O conceito Vision Urbanaut EV (na galeria acima) nos dá uma ideia do que esperar. As mudanças consideradas pela marca seriam reduzir o tamanho do carro e focar muito mais no uso de motorizações elétricas - embora mantendo variantes com motores a combustão por enquanto.

Não espere ver a nova geração do Mini tão cedo. A BMW, dona da marca, decidiu estender a vida do modelo atual além dos tradicionais 6 anos de mercado, de forma a economizar 12 bilhões de euros (R$ 77,3 bilhões) até o final de 2022. Ou seja, só devemos conhecer a próxima versão do Mini em 2023, na melhor das hipóteses.

Ouça nosso podcast:

 

Envie seu flagra! flagra@motor1.com