No Brasil, SUV reestilizado deve ser lançado ainda neste 1º semestre

Apresentado publicamente no início do mês, o reestilizado Jeep Compass 2022 acaba de ter tabela de preços divulgada na Índia. Considerado o principal produto da marca no país, o modelo chega às lojas mais refinado, bem acabado e tecnológico. Os preços variam entre 1.699.000 e 2.829.000 rúpias (equivalente a R$ 125.800 e R$ 210.300, respectivamente).

O valor de acesso corresponde à versão de entrada Sport equipada com motor 1.4 turbo de 163 cv e câmbio manual, enquanto o mais caro vale para a configuração topo de linha Model S equipada com motor 2.0 turbodiesel de 173 cv, câmbio automático de 9 marchas e tração 4x4. O espaço intermediário é ocupado pelos acabamentos Longitude e Limited.

Galeria: Jeep Compass 2022 (India)

Entre as principais novidades, a reestilização deu ao Compass 2022 grade remodelada, para-choque com novas entradas de ar, novas molduras para as luzes de neblina e faróis com formato ligeiramente mais estreito. A traseira nas versões indiana e chinesa mudou pouco, com retoques apenas no para-choque. Completam o conjunto rodas com novas opções de desenho e paleta de cores para a carroceria atualizada.

Já na cabine, o trabalho de renovação foi bem mais amplo e perceptível. No painel, o destaque fica por conta da central multimídia do tipo tablet, com ângulo de visão otimizado para o motorista e tela de 10,1 polegadas com sistema UConnect5. Há ainda recursos como compatibilidade com Android Auto e Apple CarPlay sem fio, câmera de 360 graus, bancos com ventilação e quadro de instrumentos digital com tela de 10,25 polegadas.

Sob o capô, a variante indiana segue oferecendo os mesmos motores pré-facelift: 1.4 turbo a gasolina de 163 cv e 2.0 turbodiesel de 173 cv. O câmbio pode ser manual ou automatizado DCT de dupla embreagem no primeiro caso, e manual ou automático de 9 marchas no segundo. Dependendo do caso, a tração é 4x2 ou 4x4.

Jeep Compass 2022 (India)

Novo Compass no Brasil

Por aqui, o Compass reestilizado será lançado ainda neste 1º semestre tendo como destaque mecânico o novo motor 1.3 turbo, já oferecido no modelo europeu. Será flex, substituirá o 2.0 aspirado e renderá por volta de 180 cv, devendo vir associado à uma nova transmissão CVT. No topo da gama, o propulsor 2.0 turbodiesel de 170 cv receberá alterações para ficar mais potente - neste caso com transmissão automática de 9 marchas e tração 4x4.

Fotos: Divulgação