Além da reestilização, a principal novidade é uma (bela) shooting brake

Na Europa, o Volkswagen Arteon é vendido desde o ano/modelo 2018, um tempo considerável que explica esta sua primeira reestilização, com mudanças no interior, exterior e, para a sorte de alguns mercados, o lançamento da inédita Arteon Shooting Brake, uma bela perua. Além disso, agora haverá versões híbridas plug-in com 217 cv e o Arteon R, esportivo com 320 cv. 

Mudanças na carroceria

O Arteon 2021 ainda é um belo carro. A Volkswagen diferencia a versão R-Line com novos para-choques e grades inferiores maiores. Os detalhes na cor da carroceria acompanham boa parte da peça, inclusive na área das grades, dando ao Arteon R-Line 2021 um visual ainda mais sinistro. Exclusiva também é a faixa de LEDs que liga um farol ao outro pela grade. 

2021 Volkswagen Arteon
2021 Volkswagen Arteon

O Arteon sem o kit R-Line tem novidades visuais também. A grade foi redesenhada com uma área mais larga, algo que até lembra a Ferrari Portofino. O novo para-choque dianteiro tem acabamento cromado perto do spoiler, dando ao Arteon uma aparência mais premium. 

Na traseira, as mudanças são mais discretas. As lanternas ganharam uma aparência mais técnica e futurista graças aos LEDs, enquanto o R-Line tem um desenho específico com quatro ponteiras de escape trapezoidais integradas. O sedã recebe também o novo logo da Volkswagen, algo que teremos no novo Nivus. O escrito Arteon também exibe uma nova fonte, combinando com o logo. 

2021 Volkswagen Arteon

Luxo do topo de linha

Na Europa, o topo de linha da Volkswagen é o Touareg. E foi do SUV que muita coisa redesenhada foi parar no Arteon. Há novos materiais, como a imitação de couro no painel e portas, além do novo volante da marca com controles capacitivos (mesmo desenho que estará no Nivus). 

2021 Volkswagen Arteon

O sistema de ar-condicionado é novo, trocando o sistema com botões rotativos por controles sensíveis ao toque. O Arteon terá o sistema multimídia MIB3 com interface completamente touch, mas alguns mercados manterão o sistema com botões físicos para funções como o volume e sintonias. 

Desde a versão de entrada, o Arteon é bem equipado. Tem o painel de instrumentos digital de 10,3", Apple CarPlay e Android Auto sem fio, abertura das portas com chave presencial, sistema multimídia com tela de 8" e sistemas de segurança como frenagem de emergência automática e detector de ponto-cego, além das novas rodas de 18". A capacidade do porta-malas é de 563 litros.

2021 Volkswagen Arteon

Mais acima, o Arteon SEL adiciona o pacote R-Line, carregador por indução de smartphones, reconhecimento de placas e assistente de faixas. A SEL Premium R-Line traz rodas de 20", sistema de som da Harman/Kardon com 700 watts e, em ambos os casos, acabamento em alumínio com luzes ambientes em 30 cores selecionáveis. 

O fruto proibido

Vamos ao que interessa. O Arteon Shooting Brake é mais um tapa na cara de mercados que não tem peruas, substituídas pelos SUVs. O estilo é de perua, com um leve caimento na traseira, além de vidros menores e um spoiler na tampa. Mas se no Brasil nem mesmo o Arteon aparece, que dirá a perua...

2021 Volkswagen Arteon Shooting Brake
2021 Volkswagen Arteon Shooting Brake
2021 Volkswagen Arteon Shooting Brake

Outra novidade é a versão híbrida plug-in. Usa o mesmo sistema do Passat GTE, com o motor 1.4 turbo de 158 cv ligado a um elétrico de 116 cv. No total, conta com 218 cv e 40,8 kgfm de torque, e pode rodar 56 quilômetros no modo totalmente elétrico antes do motor a combustão ligar. 

Por fim, temos o Arteon R. Ainda não foram divulgados muitos detalhes, mas ele terá 320 cv. É possível que seja um híbrido plug-in, com o motor do Golf R (2.0 turbo) em conjunto com um sistema elétrico de baixa capacidade. Mas é garantido que terá tração integral 4Motion. Curiosamente, a capacidade do porta-malas até a linha dos vidros é bem próxima ao da versão sedan: 565 litros.

Fotos: divulgação

Fonte: Volkswagen