Cupê de tração traseira ganhará nova geração em 2022 com um novo motor 3.0 turbo de seis cilindros

Há algumas semanas, a revista alemã Bimmer Today revelou que o M760i xDrive deixará de ser oferecido na Europa, adiantando que ele não estará mais concessionárias a partir do 3º trimestre. E agora a publicação afirma o mesmo sobre outro esportivo da marca alemã: divertidíssimo o BMW M2.

Em ambos os casos, a culpa seria do regulamento mais restritivo adotado na Europa, que forçou as fabricantes a ajustarem todos os seus modelos para escapar de multas bem pesadas. O cupê de tração traseira atualmente é oferecido nas versões Competition e CS, usando o 3.0 turbo de seis cilindros que estreou em 2013. Segundo os nossos colegas do BMWBLOG, seria muito caro ajustar o motor para que ele se possa obedecer às novas regras. É a mesma razão que fez o M4 Coupe e M4 Convertible perderem esta motorização no Velho Continente.

Galeria: BMW M2 CS 2020

Enquanto o M760i não deve volta, o M2 terá uma nova geração, prevista para o.final de 2021. O que é dito nos bastidores é que receberá o novo motor S58 instalado no X3 M e X4 M, um 3.0 turbo de seis cilindros bem mais moderno e que será usando tanto no M3 quanto no M4 nos próximos meses. Também esperamos que ele não entregue a mesma potência que seus irmãos maiores, para não canibalizar as vendas.

Até lá, o M2 atual continuará a ser oferecido no Brasil e outros mercados enquanto ele ainda for produzido, já que as normas de emissões aqui são bem mais permissivas do que na Europa. O mesmo acontecerá com o M760Li, a única versão do sedã que é oferecida no Brasil atualmente. Porém, a expectativa é que ele seja substituído no futuro por um modelo totalmente elétrico.

Quanto à nova geração do Série 2 Coupé, felizmente, ela manterá a receita de tração traseira, enquanto os outros modelos com o nome Série 2 adotaram a tração dianteira, como foi o caso do Série 2 Gran Coupe e Active/Gran Tourer. Rumores dizem que ele terá, no mínimo, 420 cv de potência. Também deve ficar um pouco maior e mais pesado, mas com um desempenho próximo do modelo atual.

Apesar de cada vez mais carros da linha M usarem a tração integral xDrive, o M2 deve continuar a usar tração traseira. Os clientes poderão escolher entre o câmbio manual de 6 marchas ou o automático de 8 posições, e ainda deve receber um sistema híbrido-leve de 48V em um segundo momento.