Até onde a eletrônica embarcada permite ir nestes casos?

No dia 10 de fevereiro, São Paulo foi atingida por uma forte chuva e diversos pontos de alagamentos que pegaram muita gente de surpresa. Nossa oficina foi uma das afetadas, e por isso demoramos tanto tempo para voltar a escrever aqui. No total, foram 83 carros danificados, o que nos leva ao tema da coluna de hoje. 

Boa parte desses 83 carros tinham seguro e, como a água chegou na altura do painel de instrumentos (aproximadamente 1 metro de altura), as companhias os avaliam como perda total. Nesse nível, a água atinge, além de acabamento e revestimentos, muitos componentes eletrônicos e mecânicos. Então carros de enchente não têm recuperação? E os carros sem seguro?

Sim, há saídas. Mas muita coisa estraga e o diagnóstico pode levar um tempo - ou aparecer em um futuro próximo. Para ver o que foi afetado pela água suja de uma enchente, precisamos seguir uma cadeia de trabalho, que deve ser feita por partes, com muito cuidado e principalmente, atenção. 

Tonimek: Carros de enchente

O primeiro passo é retirar as velas do motor e verificar se tem água misturada junto com o óleo - o que pode ser feito também pela vareta de nível, quando o óleo fica com uma coloração marrom claro. Verificamos também se o filtro de ar e os dutos de admissão estão com água, pois numa eventual partida do motor ele pode aspirar essa água e danificá-lo seriamente – o chamado calço hidráulico. Simultaneamente, deve-se desmontar tudo que foi afetado pela água na parte interior do carro. Retirar bancos, carpetes e principalmente os feltros e isolamentos que vão abaixo dos carpetes.

Tonimek: Carros de enchente

O próximo passo é desmontar os módulos que ficaram submersos (módulos de airbag, módulo dos vidros, caixa de fusíveis, direção elétrica, rádio, controle do ar condicionado, módulo do som e etc). Com eles desmontados, deve-se limpar os módulos e caixa de fusíveis com álcool isopropílico. Após a secagem devem ser instalados novamente - isso deve ser feito por um profissional com experiência, pois são peças extremamente sensíveis. 

Após toda eletrônica no lugar e os cuidados com a parte mecânica, vamos tentar ligar o carro. Se o motor funcionar, possivelmente algumas luzes de alerta devem acender no painel indicando algum (ou alguns...) módulo com problemas. Teste também todas as funcionalidades do carro, como travas e vidros elétricos, bancos elétricos, ar condicionado e sistema de som.

Tonimek: Carros de enchente

A verdade é que carros que sofreram com uma enchente são verdadeiras caixas de surpresas. Muitas marcas hoje configuram seus carros e componentes de forma individual, o que exige que sejam levados à concessionária, com técnicos treinados e especialistas que resolvam os problemas eletrônicos cada vez mais complexos.

Por isso, respondendo à questão inicial: É melhor ter seguro no seu carro. 

A Tonimek é parceira do Motor1.com Brasil. Com 50 anos de experiência, atua na área de reparação e manutenção automotiva. Para mais informações, acesse www.tonimek.com.br ou o canal no YouTube.

Fotos: Tonimek

Galeria: Tonimek: Carros de enchente