Conheça a técnica do alongamento de pintura

É muito comum ver carros nas ruas com diferença de cor entre as peças - até mesmo em carros novos. E isso acontece por diversos fatores. Por exemplo, alguns fabricantes recebem as peças plásticas já pintadas de seus fornecedores. Outros coisas que influenciam são os lotes das tintas, a temperatura no momento da pintura, a unidade e até mesmo a forma como a tinta é aplicada. É preciso levar em consideração também a forma como a tinta adere a alguns tipos de materiais, como o plástico, que é diferente do restante da carroceria.

E na hora de um reparo na oficina, por que isso ocorre? As variáveis são ainda mais amplas neste caso, e consideram também a idade do carro e a própria ação do tempo. Por isso, todas as fabricantes de tintas orientam a fazer o chamado "alongamento de pintura". 

Alongamento de pintura é o processo no qual a peça ao lado da que será feita a pintura também deve ser parcialmente pintada - é claro que o acerto da tinta deve estar bem próximo da cor do carro para não manchar esta peça. O processo também depende muito da qualificação do pintor.

Como é feito o alongamento de pintura?

Após o lixamento, o pintor aplica um pouco de tinta na parte que mais se aproxima da peça ao lado. Conforme a pintura avança, a pistola se distancia das extremidades e menor é a proporção de tinta a ser aplicada. Essa peça "alongada" deve ser totalmente envernizada, assim como a principal, para que no polimento pós-pintura não fique nenhum traço de imperfeição e mudança no aspecto do verniz.

Tonimek: Alongamento de pintura
Etios Sedã com reparo na tampa e painel traseiros
Tonimek: Alongamento de pintura
Peças novas sendo pintadas (tampa e parachoque)
Tonimek: Alongamento de pintura
Alongamento para as laterais traseiras
Tonimek: Alongamento de pintura
Repare que não há tinta (ou pouca) no papel e nas fitas
Tonimek: Alongamento de pintura
Alongamento na caixa de roda
Tonimek: Alongamento de pintura
Verniz na peça alongada

Por isso, caso você vá fazer um reparo na pintura do seu carro, atente-se ao profissional que irá executar o reparo, informe-se e veja se há algum carro recém-pintado na oficina. Evite caso encontre algo que desabone o serviço, pois, se apenas repintar a peça que foi danificada, há uma grande chance do reparo que parecia simples gerar uma insatisfação futura. Muitas oficinas não cobram e/ou não fazem esse procedimento, alegando custo, tanto para a oficina quanto para o cliente. No Toyota Etios das fotos, o reparo foi feito na tampa e painel traseiros, com alongamento nas laterais para evitar a diferença de cor. 

Tudo tem seu preço. A diferença de cor entre as peças gera desvalorização do carro e a insatisfação com o trabalho imperfeito. Como ressaltamos sempre aos nossos clientes, o problema não é ter uma peça repintada, e sim mal repintada. Vale a pena a economia? Pense nisso ao reparar seu carro da próxima vez. 

A Tonimek é parceira do Motor1.com Brasil. Com 50 anos de experiência, atua na área de reparação e manutenção automotiva. Para mais informações, acesse www.tonimek.com.br ou o canal no YouTube.

Vídeo e fotos: Tonimek

Galeria: Tonimek: Alongamento de pintura