Marca chinesa continua a operar no Brasil apesar de deixar de participar da associação

Na 1ª coletiva de imprensa do ano, apresentando os resultados de 2019, a Abeifa (Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores) revelou que a Lifan havia deixado de ser membro da associação. Durante a apresentação, o presidente da Abeifa, José Luiz Gandini, deu a entender que a fabricante havia encerrado sua operação local, o que virou um protesto por parte da fabricante chinesa, que continua a vender veículos no Brasil.

Representante da Kia e Geely no Brasil, Gandini assume comando da Abeifa

Para resolver de vez o caso, a Abeifa enviou uma comunicado à imprensa para esclarecer os fatos sobre a desfiliação da Lifan da associação e a operação da marca no país:

Tendo em vista os assuntos tratados em nossa Coletiva de Imprensa do dia 08/01/2020 e, em especial, relativamente ao mal-entendido acerta das menções envolvendo a LIFAN DO BRASIL, a ABEIFA, por intermédio do seu Diretor Presidente, Sr. José Luiz Gandini, vem a público prestar os seguintes esclarecimentos:

  1. De fato, e a pedido da ex-associada, a LIFAN DO BRASIL, se desligou do quadro associativo da ABEIFA no mês de abril de 2019;

  2. O desligamento se deu com absoluto cumprimento das regras estatutárias vigentes, tendo a LIFAN DO BRASIL, na oportunidade, consignado seu apreço às atividades da Entidade em prol das associadas e da atuação do seu Diretor Presidente;

  3. Como informado na referida Coletiva de Imprensa, a LIFAN DO BRASIL emplacou, no ano/calendário 2019, 230 unidades;

  4. Ao que sabemos, a LIFAN DO BRASIL mantém em operação Rede de Concessionários e canais de comunicação com seus Clientes e Consumidores;

Pela imprensa, a ABEIFA tem acompanhado com interesse as notícias relativas à reestruturação operacional da LIFAN DO BRASIL, especialmente as relacionadas ao estabelecimento de parcerias de cooperação e lançamento de novos produtos, na firme expectativa de que a empresa retorne, em futuro próximo, a fazer parte do quadro associativo da ABEIFA.

Isto posto e visando prevenir responsabilidades, solicitamos que sejam divulgadas as informações acima como forma de manter o público em geral, e o automotivo, em particular, cientes da realidade dos fatos da correção dos procedimentos da ABEIFA, de seu Diretor Presidente em exercício, e dos demais integrantes da Entidade.

Sendo o que se apresenta para o momento, aproveitamos a oportunidade para reiterar nossos protestos da mais alta consideração.

Galeria: Salão de SP: Lifan