Objetivo é melhorar a qualidade da produção e diminuir o tempo de desenvolvimento do produto

Em um mercado cada vez mais dinâmico e acelerado, ter agilidade no lançamento de novos produtos é característica fundamental para qualquer grande montadora. Pensando nisso, a Fiat Chrysler está desenvolvendo internamente um plano de ação específico com o objetivo de reorganizar setores para melhorar a qualidade da produção e diminuir o tempo de desenvolvimento de novos veículos.

Galeria: FCA Design Center Latam

Conforme revela reportagem do Detroit Free Press, o programa será liderado pelo diretor técnico da FCA e presidente executivo da Maserati, Harald Wester, tomando como referência estudo recente que aponta média de lançamento de 40 novos modelos por ano na maioria dos montadoras. A expectativa é que esse número aumente para 62 novos modelos por ano, de 2020 a 2023.

Entre outras ações, a FCA planeja criar e promover mais coordenação e colaboração entre equipes, de modo a otimizar a qualidade da produção, diminuir o tempo de desenvolvimento do produto e permitir que as equipes respondam aos consumidores em mercados específicos. Segundo o porta-voz Eric Mayne, a reorganização não tem a ver com o número de funcionários, embora possa haver algumas reatribuições para os funcionários.

A reorganização deve consolidar três grupos: engenharia, execução e gerenciamento de programas e suporte a programas. Antes, a FCA operava o desenvolvimento de produtos por meio de equipes regionais ou independentes. A parte mais significativa da reestruturação envolve a integração do trem de força e da engenharia de veículos, criando uma organização mais plana que deve ajudar a acelerar a velocidade do processo de desenvolvimento.

A indústria automobilística está pronta para mudar mais nos próximos 5 a 10 anos do que em qualquer outros período. A racionalização do processo de desenvolvimento antes dessas mudanças sísmicas pode muito bem posicionar a FCA para a próxima década.