Material é usado para fixar e isolar estruturas de fácil queima como espumas e carpete

Anunciado recentemente pela Ford nos Estados Unidos, o recall que envolve 490.574 picapes da série Super Duty está sendo solucionado nas concessionárias através de uma estratégia pra lá de curiosa. Conforme revela reportagem da revista norte-americana Car And Driver, a marca está usando fita adesiva para ajudar a fixar e isolar dutos de ar em todas as estruturas com temperatura controlada dos modelos, de modo a mitigar eventuais riscos de incêndio (preocupação que motivou o chamado). O reparo está sendo realizado em exemplares F-250 a F-550, todos construídos entre 8 de outubro de 2015 e 29 de outubro de 2019.

Galeria: Ford F-Series Super Duty 2020

Segundo a Ford, o risco de incêndio decorre dos pré-tensionadores do cinto de segurança localizados nas colunas B das picapes. Os componentes são responsáveis por apertar os cintos em caso de colisão e trabalham em conjunto com os airbags dianteiros. No entanto, descobertas recentes mostram que o mecanismo de acionamento dos referidos tensionadores produzem grande número de faíscas, gerando risco de incêndio em materiais usados no isolamento da cabine e no próprio carpete das picapes.

Ford Super Duty Recall - Fita adesiva
Ford Super Duty Recall - Fita adesiva

A solução encontrada foi remover o isolamento acústico ao redor dos fixadores do pré-tensionador e usar fita adesiva para cobrir a borda dos tapetes. Feito isso, os tapetes são recolocados sob as peças de plástico, garantindo que ninguém possa ver a fita. Sem dúvidas, uma solução criativa para reparar rapidamente quase meio milhão de picapes.