Picape voltou ao país em janeiro, depois de 7 anos fora do mercado

Depois de ficar aproximadamente 7 anos longe das concessionárias dos Estados Unidos, a Ford Ranger parece ter retomado sua trajetória comercial no país com motivos para comemorar. Comercializada oficialmente desde janeiro, a picape já acumula cerca de 75.357 unidades no somatório dos últimos 11 meses e tem se firmado como player de destaque na categoria. Só no último mês de novembro foram 10.594 exemplares entregues - o melhor resultado desde o retorno. "Estamos muito felizes com o lugar em que estamos", disse Chad Callander, gerente de marketing de consumidor da Ranger. "Estabelecemos metas agressivas e estamos atingindo todas", completou.

Galeria: Avaliação: Ford Ranger Lariat 2019

Produzida na fábrica do Michigan, a Ranger norte-americana é ofertada através de uma variada gama de versões (incluindo carrocerias de cabine dupla ou estendida), mas sempre com o mesmo conjunto mecânico: motor 2.3 EcoBoost de 272 cv e 42,7 kgfm de torque, e câmbio automático de 10 marchas. De acordo com dados divulgados pela EPA, a picape é campeã no quesito eficiência e considerada a camionete mais econômica do segmento de médias dos Estados Unidos. O modelo, quando equipado com tração traseira, tem médias de 8,9 km/l de gasolina em percurso urbano, 11 km/l em ciclo rodoviário e 9,7 km/l em trecho misto. Com tração nas quatro rodas, os números são de 8,5 km/l, 10,2 km/l e 9,3 km/l, respectivamente.

Entre os principais equipamentos, a versão topo de linha Lariat oferece sistema de entretenimento Sync 3 e o pacote de assistência ao motorista Co-Pilot 360, que combina faróis automáticos, monitoramento de pontos cegos, alerta de tráfego cruzado, monitoramento de reboque e assistente de manutenção de faixa. Entre os opcionais há som da Bang & Olufsen, sensor de chuva, partida remota e piloto automático. Os bancos e o painel podem vir nas cores bege ou preto e, neste caso, não há cobrança extra.

Ford Ranger 2019 - EUA
Ford Ranger 2019 - EUA

A Ford destaca ainda capacidades como 3.400 kg para reboque e 843 kg para carga na caçamba (os melhores números da categoria para uma picape a gasolina). A concorrência é formada pela líder de mercado Toyota Tacoma e pelas compatriotas Chevrolet Colorado e GMC Canyon. Correm por fora ainda Nissan Frontier (que em breve terá uma nova geração exclusiva para os EUA), Jeep Gladiator (já confirmada para o Brasil) e Honda Ridgeline.

Diferenças em relação à Ranger sul-americana

Na comparação com a Ranger vendida no Brasil e produzida na Argentina, o modelo norte-americano traz exclusividades no desenho da grade (que lá varia de acordo com a versão), dos para-choques, das rodas e das lanternas. Além disso, os faróis trazem luzes mais sofisticadas e a paleta de cores é mais diversificada. O conjunto mecânico, como já dito, é mais moderno e a oferta de carrocerias inclui a variante estendida.