Novo veículo movido a hidrogênio é uma possibilidade

Depois de oficialmente apresentado o Nexo, a Hyundai parece querer ampliar sua gama de veículos movidos a hidrogênio com o lançamento de novos modelos. Prova disso vem da Austrália, onde a marca recentemente solicitou no escritório local de patentes o registro do nome Neptune. O batismo é considerado inédito no portfólio da montadora e no documento oficial aparece como reservado para "veículos movidos a células de combustível de hidrogênio na natureza de carros movidos a hidrogênio", além de " automóveis e caminhões elétricos". Diante dessa descrição, tudo leva a crer que o Nexo em breve ganhará um inédito irmão de propulsão.

Galeria: Hyundai Nexo FCV

O nome tem tudo a ver com a proposta do carro, especialmente pelo fato de o subproduto do processo de conversão elétrica ser apenas água. E Netuno, segundo a mitologia romana, é considerado o deus do mar. As ambições da Hyundai são tão grandes que até 2030 a expectativa é produzir anualmente nada menos que 500.000 veículos com tecnologia FCEV. Não por acaso, a marca abriu recentemente sua segunda fábrica de FCEVs para aumentar a produção anula de 3.000 unidades em 2018 para 40.000 por ano em 2022. Além do Nexo e do Neptune, são esperados novos modelos nos próximos anos.

Enquanto a maioria das montadora aposta nos motores elétricos como futuro da indústria, a Hyundai é um das poucas a concentrar esforços no hidrogênio. Além dela, apenas BMW e Toyota explorar a tecnologia.

Fonte: GoAuto