Crossovers serão lançados em 2021

A informação de que a Fiat usará câmbio CVT em seus novos motores turbo já apareceu tanto na mídia que a marca nem se preocupa mais em manter em segredo. Antonio Filosa, presidente da Fiat-Chrysler América Latina, confirmou o uso da transmissão nos futuros modelos e também que a Fiat lançará dois SUVs de segmento distintos, com lançamento marcado para 2021.

'

O executivo confirmou as informações em uma entrevista ao jornalista Marcelo Iglesias Ramos, do canal Garagem do Jabulas. “Também teremos uma transmissão automática nova, então tem muita inovação tecnológica e produtos novos que irão chegar juntos para completarmos nossa gama em 2021”, afirma Filosa. Logo em seguida, Ramos pergunta se a transmissão terá conversor de torque ou CVT e Filosa já adianta: “CVT, este é um spoiler bom”, brincou o presidente da FCA América Latina.

A transmissão CVT está sendo desenvolvida para trabalhar com os futuros motores turbo da linha Firefly. Tanto o 1.0 quanto o 1.3 turbo serão produzidos em Betim (MG), como parte de um investimento de R$ 8,5 milhões no complexo. A produção é prevista para o fim de 2020, começando a aparecer nos carros da marca em 2021. Ambos receberão injeção direta, cabeçote de 4 válvulas por cilindro e variador de fase Multiair para admissão.

O restante do investimento será usado nos dois SUVs da marca. Ramos aproveitou para perguntar sobre conceito Fastback e Filosa abriu um pouco o jogo. “Na verdade são dois SUVs, cada um em um segmento específico. O segundo SUV é muito pautado no Fastback, que foi apresentado no Salão de São Paulo como um carro conceito. Muito parecido”, revela o executivo.

Galeria: Fiat Fastback Concept - Salão de SP 2018

Nossas apurações já antecipavam que seriam dois SUVs. O primeiro será compacto, baseado na plataforma MP1 do Argo, entrando na briga com Ford EcoSport, Nissan Kicks, Honda WR-V e outros modelos que ficam na faixa de preço mais baixa – assim evitando bater de frente com o Jeep Renegade. Já o segundo modelo terá visual de cupê, como o do Fastback. Porém, Filosa diz que são segmentos específicos, o que gera uma dúvida se ele também será um compacto ou se irá crescer para ser uma alternativa ao Jeep Compass no segmento médio.

Fotos: Divulgação e Donizetti Castilho
Projeção: Kleber Pinho