Objetivo é rivalizar com nomes como Audi Q2 e DS 3 Crossback

A BMW conta com 7 representantes no segmentos de SUVs, mas parece não estar nada satisfeita. De acordo com reportagem da revista britânica Auto Express, a marca planeja lançar nos próximos anos um inédito crossover de entrada para ocupar o espaço existente abaixo dos modelos X1 e X2. A motivação para desenvolver a novidade estaria relacionada diretamente à crescente demanda por utilitários no mundo todo, incluindo opções de porte compacto. Na prática, este novo modelo atuaria em um nicho promissor, de volume considerável e hoje dominado por nomes como Audi Q2 e DS 3 Crossback.

Galeria: BMW X2 2018

Ainda de acordo com a publicação, o novo modelo será o primeiro da linha de SUVs da BMW a romper com o atual padrão de nomenclatura. Na prática, trocará a letra "X" acompanhada do número que corresponde ao segmento pelo inédito batismo Urban X (pronuncia-se Urban Cross, segundo informado). Além disso, terá algo em torno de 4,1 ou 4,2 metros de comprimento e será, portanto, bem menor que o X2 (atualmente o menor crossover da marca, com 4,36 metros). A plataforma a ser usada provavelmente será a base UKL2 (a mesma da nova geração do Série 1), já preparada para eletrificação e que garantirá logo de cara a oferta de versões híbridas.

Até então deixado de lado por muitas fabricantes, o segmento de SUVs compactos tem se tornado a galinha dos ovos de ouro para muitas marcas. Entre 2011 e 2016, por exemplo, as vendas globais da categoria aumentaram de 950.000 para 4,4 milhões de unidades. No ano que vem, analistas estimam que o total poderá alcançar até 7,5 milhões de exemplares. Levando em conta o segmento como um todo (modelos grandes e médios), a BMW concentra 45% de suas vendas nos modelos da linha X.

Fonte: AutoExpress